#Férias: Viagem à Bogotá, na Colômbia, é um mergulho histórico na América do Sul!

novembro 18, 2018


¿Qué tiene en especial en Bogotá? Essa foi a pergunta que mais ouvi das pessoas quando resolvi que iria fazer a minha primeira viagem internacional para a capital da Colômbia, um lugar maravilhoso e que ferve cultura por todos os poros. Para fazer essa aventura comigo, chamei a minha amiga jornalista @silviaamancio que, assim como eu, tem verdadeiro amor pelas belezas da América Latina.

Arrisco a dizer que a Colômbia é uma espécie de Egito da América do Sul! Seus ricos sítios arqueológicos, além de ter um museu mais lindo que o outro com um acervo histórico IMPRESSIONANTE, foi algo que aumentou ainda mais a minha vontade de conhecer esse lugar! A valorização da história do povo Inca (o somatório de vários povos originários locais, que nós aqui no Brasil chamamos de indígenas) é de uma riqueza de se ficar com o queixo caído, literalmente.

Mas, como descobri a @Colômbia? Sempre gostei de espanhol. Cheguei a fazer um curso uma vez, mas não fui adiante. Também tentei estudar por conta própria, mas é difícil. Então há um ano e meio atrás, resolvi me aplicar e estudar espanhol para valer com uma professora particular, a querida amiga jornalista Fernanda Rosa, editora do blog Calle Hispânica. Durante todo o curso, me propus a juntar dinheiro para fazer uma viagem para um país latino e, dessa forma, treinar aquilo que aprendi. 

Fora que para fixar o estudo de um novo idioma, a gente precisa colocar a língua nova no seu dia-dia. E não tem nada melhor do que fazer isso por meio de música. E foi por meio do @Spotify que descobri a vivacidade da música latina, sobretudo da música pop. E no meio de tantas descobertas, passei a me dar conta de que a maioria dos artistas que passei a escutar para fixar o espanhol são colombianos, entre eles destaco: Shakira, Carlos Vives, Sebastian Yatra, Fonseca, J. Balvin, Juanes, Reykon e Maluma. 

Claro, também passei escutar outros artistas latinos de outros países como Anitta (Brasil), Maitê Perroni (México), Paulina Rubio (México), Nick Jam (México), Rick Martin (Porto Rico), Ozuna (Porto Rico), Wisin (Porto Rico), CNCO (Porto Rico/EUA), Carlos Baute (Venezuela), Lali (Argentina) e Prince Royce (EUA).

Mas, uma coisa que ligava todos os artistas latinos era o reggaeton. O ritmo que nasceu na periferia da Colômbia e ganhou o mundo, assim como o funk no Brasil. E foi assim que decidi ir para Bogotá, capital da Colômbia. Queria ver de perto tudo isso, principalmente pela familiaridade que tinha com o som, o sotaque e com os artistas de lá.

Para a minha surpresa, @Bogotá se mostrou uma cidade melhor que imaginava! Limpa, arborizada e com um povo super educado, consciente da sua própria história e ciente da importância dos DIREITOS HUMANOS como fomento para o crescimento social. 

Com o slogan de “Ciudad caminable”, Bogotá foi inteiramente (re)planejada para se fazer tudo a pé, caminhando ou andando de bicicleta – principalmente, por ser uma cidade onde boa parte da área central é plana e aos pés do Cerro de Monserrate. Abaixo, confira dois vídeos (um publicitário e outro informativo) sobre essa nova proposta de Bogotá de se investir em mobilidade urbana e segurança:




Outra curiosidade que pouca gente sabe é que o nosso BRT (também conhecido como MOVE) é colombiano, mais precisamente de Medelín – outra grande cidade colombiana. Bogotá também conta com BRT, chamado de Transmilênio. Mas, mesmo assim, ainda precisa melhorar muito o seu sistema de transporte público que é confuso, lotado e possui poucas estações de BRT. Além disso, os ônibus são pequenos e estreitos. 

E isso se dá também pelo perfil do povo colombiano que são mais magros e baixos, em maioria. Por conta da grande presença indígena, a mistura de etnias trouxe uma cor linda para os colombianos. Todos são muito bonitos e estilosos…estilo aliás que é possível ver nas ruas, uma vez que a cidade tem, praticamente, as quatro estações durante o dia. Se algum dia você for à Bogotá não esqueça de levar agasalho! Mesmo com sol lá fora, do nada a temperatura cai de forma absurda…algo parecido com São Paulo (SP).

Além de ter o slogan de “cidade caminhante”, Bogotá tem a alcunha de ser a cidade mais perto das estrelas, por conta da altitude e por ser muito acima do nível do mar: "2600 metros más cerca de las estrellas", diz o mural na entrada de desembarque do aeroporto El Dourado. Outra coisa que me chamou muito a atenção é que assim como Belo Horizonte (MG), Bogotá tem as montanhas a sua volta, fazendo uma moldura por toda cidade. Uma coisa surpreendentemente linda! Abaixo, separei algumas curiosidades e passeios que valem a pena fazer ao visitar a capital colombiana. Confira:







Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, siga a company page no LinkedIn, circule o blog no Google Plus e assine a newsletter.






Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

0 comentários