Caos provocado pela chuva e o desrespeito da Prefeitura de BH

novembro 16, 2012




O belo-horizontino não é bobo. Muito menos “quer ter uma babá”, como sugeriu o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda (PSB), durante a coletiva de imprensa desta sexta-feira (16/11). Lacerda reuniu a imprensa para se posicionar diante do caos provocado pela tempestade, na noite da última quinta-feira (15/11). E o posicionamento foi para lá de desanimador. Além de mostrar um prefeito irônico que não aceita ser questionado sobre a falta de atitude em relação à prevenção que poderia ter sido feita para conter os estragos causados pela chuva.

De acordo com a meteorologia, o período de fortes chuvas só está começando. O resultado desta primeira grande chuva de novembro foi para lá de assustador. Belo Horizonte parou. Vários pontos da cidade ficaram alagados. Houve enchentes e muitos prejuízos. Muito disso, se deve pelo fato da capital mineira cultuar a canalização de vários rios, nas chamadas avenidas sanitárias. De baixo dessa rua tem um rio, um ribeirão, um riacho que serviu de destino para o esgoto, infelizmente. E é aí que mora o perigo. Choveu: inundação na certa.

Tudo bem, Lacerda admitiu o erro. Mas, ao mesmo tempo, foi jocoso e se mostrou incapaz de reconhecer a parcela de culpa da prefeitura. E, principalmente, se mostrou incapaz de dar uma resposta eficiente à população para resolver a questão. O estrago que a forte chuva de final de ano provoca na capital mineira não é de agora. 

Todo o caos é um somatório de anos de várias outras gestões municipais que estão muito mais preocupadas com as obras que podem ser concluídas ainda no mandato para render alguns votos do que realmente com a cidade. São poucos os administradores que tem a coragem e o compromisso social de fazer uma obra que será inaugurada daqui a cinco, dez ou vinte anos. Creio que Belo Horizonte só teve um prefeito assim, o saudoso Célio de Castro.

Independente de visões políticas-partidárias, o fato é que o prefeito Márcio Lacerda foi infeliz na coletiva. Ao ser colocado contra a parede, quando os jornalistas o questionaram o porquê das obras de contenção de catástrofe ainda não ter saído do plano de ideias, o prefeito de BH tentou jogar a batata quente nas mãos do orçamento. “Se tivéssemos todos os recursos nas mãos hoje, para iniciarmos o projeto, poderíamos falar de três a cinco anos. Como não temos, estamos falando de cinco a dez anos”.

Não satisfeito, Lacerda veio com mais uma pérola – em tom de ironia, para variar, ao ser questionado pelo repórter Ismar Madeira, da TV Globo Minas, sobre o motivo da falta de planejamento. “É a vida....é os riscos que aparecem e nós temos que atuar em função deles. (...) Então, se é o que você está dizendo, nós falhamos. Nós devíamos ter sido mais babá do cidadão para não correrem riscos”. Ao ser indagado por ter usado a expressão “babá do cidadão”, o prefeito se calou. Para ver a reportagem completa do MGTV, clique aqui. Sinceramente, não quero uma babá. Quero um prefeito de ação e resultados. Quero ser respeitado.



Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, circule o blog no Google Plusassine a newsletter e participe da comunidade no Orkut.




Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

12 comentários

  1. Passei mal de ódio quando vi o Lacerda falando isso na TV. Que falta de respeito com quem votou nele e, principalmente, nas pessoas que perderam tudo por causa dessa chuva. Absurdo!!!!

    ResponderExcluir
  2. Se esse prefeito tiver o mínimo de vergonha na cara, ele tem que fazer uma coletiva e pedir desculpa a população de BH. Todo mundo quer que a Prefeitura dê uma resposta para resolver o problema, e não uma atitude jocosa como essa de sugerir uma babá. Lamentável!

    ResponderExcluir
  3. Lacerda, o Burguês de Belo Horizonte. Ouvi ele comentando isso na Itatiaia. Graças a Deus votei na Maria e não neste pulha!

    ResponderExcluir
  4. Um absurdo o que esse camarada disse! Foi reeleito e vai se transformar em quem sempre foi!

    ResponderExcluir
  5. Não precisamos de babá. Precisamos de gestores comprometidos com o bem estar e qualidade de vida da população.

    ResponderExcluir
  6. Francisco Bertoletta16 de nov de 2012 22:13:00

    Parabéns pelo artigo meu caro. Bom ver que o seu blog é uma voz ativa para mostrar as coisas da cidade, fazendo com que a população possa refletir e ir além da notícia propriamente dita. Gostei da postura do MGTV hoje. Jornalismo é isso: tem que ser prestador de serviço. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Moro em Ibirité e há duas ruas da minha casa tudo ficou completamente alagado. Todos os dias vou estudar em BH. Fico imaginando se ontem não fosse feriado...a tragédia seria muito pior. Esse Lacerda deveria ter ficado calado e trabalhar pela cidade, já que foi reeleito.

    ResponderExcluir
  8. Caraca, não acredito que o prefeito de BH disse isso. Se fosse no Rio, a imprensa não ia perdoar nem fudendo. Todo mundo de cima...kkkk. Cara babaca....onde já se viu isso?

    ResponderExcluir
  9. O Ismar foi na ferida. gostei. Aliás, o MGTV hoje foi show de bola. Temos que cobrar mais ações da PBH. Não queremos babá! parabéns pelo artigo, Wander. Bjs

    ResponderExcluir
  10. Fiquei abismada com essa declaração do Lacerda. O pior é que tá gravado...como é que o povo vota num prefeito desses? Gente, tô chocada....sério, ele deveria pedir desculpas à população.

    ResponderExcluir
  11. Bom... Quie o prefeito não devia falar isso é fato! mas a população também tem que ajudar... Sou usuário do ônibus e fico "P" da vida quando vejo a população jogar papeis, garrafas e tudo o mais pela janela,,, e onde isso vai parar??? nos bueiros é claro e quando a chuva vem... Tenho certeza que o prefeito vai voltar atrás e pedir desculpas, mas particularmente concordo com ele, mesmo com todas as informações e campanhas o povo continua sem educação e sujando tudo...

    ResponderExcluir
  12. Adorei o seu artigo, perfeito!!!! Parabéns Wander!!! tenho muito orgulho de ter dividido a sala de aula com vc e agora a profissao!!

    ResponderExcluir