16 de abril de 2009

Café Literário - Livro conta detalhes sobre vítimas da ditadura militar

quinta-feira, abril 16, 2009 - 31 Comentários


Páginas de uma história recente, mas que ainda não foram esquecidas. Pessoas que lutaram por um Brasil diferente e por um política que honrasse o significado da democracia. A ditadura militar no Brasil foi um regime político que começou em abril de 1964, após um golpe articulado pelas Forças Armadas, em 31 de março do mesmo ano, contra o governo do presidente João Goulart, e que durou até 1985. Além de causar vítimas, presos políticos e censura nos meios de comunicação, a ditadura militar trouxe, de uma forma bastante opressora, a censura nos meios de comunicação, criatividade para protestar e união dos jovens em torno da política.

O livro "Dos filhos deste solo", escritos pelos jornalistas Nilmário Miranda e Carlos Tibúrcio, conta de forma investigativa detalhes sobre personagens que ajudaram a mudar a história política do Brasil. Nove anos depois do lançamento dessa obra, o livro ganha uma segunda edição que conta com novas informações sobre a morte e desaparecimento de militantes, desmistificando dados oficiais e novidades relativas ao avanço do trabalho da Comissão Especial de Mortos e Desaparecidos Políticos (CEMDP) - e que possibilitou por meio duas modificações da Lei 9.140/95, a responsabilidade do Estado nas mortes e desaparecimentos de opositores políticos.

"Dos filhos deste solo" reúne ainda dados e informações sobre as reais circunstâncias das mortes e desaparecimentos de aproximadamente 400 pessoas, cujos detalhes foram muitas vezes omitidos e falsificados pelos órgãos da repressão. Através de pesquisas, entrevistas e confronto de dados, a CEMDP provou a responsabilidade do governo daquela época na maior parte dos casos de assassinato, demonstrando a crueldade dos meios empregados pelo regime político que ficou conhecido como os anos de chumbo.


A publicação da segunda edição de "Dos filhos deste solo" é uma parceria da Boitempo com a Editora Fundação Perseu Abramo. Apesar de esgotado há cinco anos, os autores souberam aguardar o momento ideal para o fechamento do processo de investigação da Comissão para trazer um trabalho de pesquisa mais depurado nesta nova edição. O livro é uma aula de investigação e reportagem sobre os bastidores de um período político brasileiro bastante sombrio e obscuro, mas que contribuiu para que os brasileiros se unissemem torno da luta pela democracia: vale a pena conferir!

Sobre os autores

Nilmário Miranda é jornalista e militante histórico dos Direitos Humanos. Nasceu em Belo Horizonte, em 1947. Participou ativamente dos movimentos de resistência à ditadura militar, sendo preso por duas vezes. É autor da lei que instituiu a Comissão de Direitos Humanos, na Câmara dos Deputados, cuja presidência ocupou em 1995 e 1999. Foi ministro da Secretaria dos Direitos Humanos no governo Lula. Atualmente é presidente da Fundação Perseu Abramo.

Carlos Tibúrcio é jornalista. Nascido em Salvador, em 1947, foi uma das principais lideranças do movimento estudantil em 1968 na Bahia. Militante de organizações de resistência à ditadura, permaneceu preso de 1973 a 1975. Trabalhou em veículos da grande imprensa e em jornais alternativos. Desde janeiro de 2003 exerce a função de assessor especial da Secretaria Geral da Presidência da República.





:: Mais Café, por favor!




Essa semana eu volto com mais Café com Notícias.




Jornalista

--------------------------

PROMOÇÃO CULTURAL TOP COMENTARISTA

O Café com Notícias premiará, uma vez por mês, em forma de homenagem, o comentarista mais assíduo do blog e que faz do seu comentário um momento para uma troca de idéia inteligente e elegante. Participe! Seja um comentarista top, não só aqui no Café, mas em toda blogosfera. Fique atento a distribuição de pontos e as regras, boa sorte. Clique aqui para saber os detalhes e o regulamento dessa promoção.

  • Compartilhar:

Sobre o autor

Wander Veroni é jornalista especializado em Mídia Sociais e um entusiasta do empreendedorismo na web. Para segui-lo, basta acompanhar @wanderveroni e @cafecnoticias.
Veja outras postagens →

Mais café, por favor!

31 comentários :

  1. Seria muito util pra mim, que faço varias pesquisas sobre essa epoca!
    Provavelmente comprarei!

    ResponderExcluir
  2. isso seria legal a gnt saber mais sobre isso
    ^^

    se puder
    http://sonabrisa.nomemix.com/

    ResponderExcluir
  3. É conhecendo bem o passado que podemos almejar ao menos um futuro melhor. Parabéns pela dica, Wander!

    Abraços

    ResponderExcluir
  4. Amigo, é graças a esses trabalhso que não nos permitem esquecer o horror daquele tempo que nós não permitimos que ele volte.
    Parabéns por também ajudar nesse processo.

    "Para que nunca se esqueça. Para que nunca mais aconteça!"

    ResponderExcluir
  5. Sempre escuto falar da época da ditadura mas acho que nunca terei a real dimensão de como foi realmente !!!! ótimas eram as histórias de alguns professores como o "Pepe" de Geografia política ... !! deve ser um ótimo livro sem dúvida ....

    ResponderExcluir
  6. livros sobre esse assunto são quase sempre intrigantes e interessantes.

    gostei bastante do título.
    achei pertinente.
    :D

    Visite:
    http://andisaidgoddamn.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. acredito que se este livro for bem últilizado nos livros didáticos brasileiros, do ensino público e acho que até do particular, pooderá mudar bem a história. tanto que os professores ainda tem dúvida de onde e pra onde essas pessoas foram, sumiram do nada, e aí pode estar a resposta..
    Militares, foi uma época bem trágica..
    :)

    bom post.
    abraá.

    ResponderExcluir
  8. Olá Wander!

    É muito importante que não deixemos este assunto ser apagado junto com alguns arquivos e pessoas que se foram de maneira tão cruel.

    Falar a respeito não é remoer o passado, mas sim um meio de continar a luta para que os outros crimes também sejam esclarecidos, afinal, ainda há gente desaparecida e que não voltará.

    Mais de trinta anos depois, as pessoas que sofreram tanto querem ver punidos os criminosos e precisam ter de volta o que sobrou: lembranças, restos mortais de seus parentes e amigos, saciar a sede de justiça!

    Adorei a matéria!

    Kiso

    PS.: Gracias por ter visto meu trabalho no 'Cri-crítico'!

    ResponderExcluir
  9. A ditatura ainda render muito pano pras mangas. Ainda não foi totalmente escancarada. Uma pena. Estamos ainda muito longe de países como Argentina, Chile e Uruguai, onde, apesar de ter havido ditaduras piores que a nossa, os arquivos são abertos e o culpados não ficam impunes.

    ResponderExcluir
  10. bela iniciativa a de expor em livro tudo o que aconteceu de podre na epoca da ditadura no Brasil!

    apesar de ser uma parte da historia que mtos querem apagar... fez parte do nosso país!

    abraços Wander!

    ResponderExcluir
  11. Importantíssimo esse tipo de relato. Não devemos deixar que essa página negra da história recente do brasil caia no esquecimento. Rebuscar e criticar sempre!

    ResponderExcluir
  12. Boa Wander. Isso é bom mostrar sempre porque ainda tem gente que é a favor do regime militar. Me dá uma raiva quando falam isso. Boa escolha de tema e de autor. Lembrando dessa época, o Evandro Texeira fez um livro com suas melhores fotografias e histórias da passeata dos 100 mil. Muito bom mesmo.

    Valeu!

    ResponderExcluir
  13. Este livro deve ser maravilhoso. Com certeza merece e deve ser adquirido por cada um de nós que nos interessamos pelos tempos negros de nosso país.
    Agora me sinto ansioso. Preciso comprar. rsrs
    Um Abraço, Wander.

    ResponderExcluir
  14. Olá! Passei para avisar de um novo selo do Baster que indiquei a você - é sobre blogs que ajudam a blogar. É uma boa opurtunidade dos blogueiros mostraram aos visitantes onde encontraram ajuda e inspiração para seus blogs! Espero que goste do selo. Ele está no Big Post 13.
    Até a próxima!

    ResponderExcluir
  15. Ótima dica Wander ... foi uma época obscura e quem tinha mais mandava mais !!!
    Bom feriado!

    ResponderExcluir
  16. Oi Wander!
    A ditadura foi um pedaço triste da nossa história que não foi esquecida porque suas consequencias aida refletem nos dias atuais...mas, sabe, acho que não deve ser esquecida mesmo, pois, se esquecermos, amanhã ou depois, sem o sentimento de tristeza e dor podemos deixar que tudo se repita....
    abç

    ResponderExcluir
  17. Esse livro é muito bom, pelo menos é o que dizem, eu quero muito ler! Eu sou apaixonada pelas histórias dessa época. Meu avó foi preso e considerado terrorista por se opor as ordens do governo, e cada vez que sentamos e conversamos sobre essa época eu aprendo e fico cada vez mais apaixonada pela história!!

    Wander, como sempre vc trazendo dicas preciosas!!
    Parabéns!!
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Boa dica. Inclusive, já votei no Nilmario em uma eleição em Belo Horizonte.

    T.

    ResponderExcluir
  19. Esse livro é muito bom mesmo. Sei que a ditadura trouxe muita crueldade, mais pelo menos o Brasil melhorava, agora é so roubo.

    ResponderExcluir
  20. Já ouvi muita gente falando de coisas terríveis sobre os "anos de chumbo"

    Apesar de eu não ser museu gosto de estudar o passado!!

    vlw pelo seu robusto comentário no meu blog rsr..

    ResponderExcluir
  21. textos sobre isso sempre são interessante
    xD

    se puder
    http://sonabrisa.nomemix.com/

    ResponderExcluir
  22. Ótima dica, Wander. Quero ler com certeza.Ainda mais que é investigativo e com reportagens de bastidores. Com certeza saberemos de fatos inéditos.Muito bom!!
    Abraços da cgfilmpictures
    www.cgfilmpictures.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Wander muita gente boa nesse período
    sofreu, aliás quem não sofre com essas militâncias, imposta a ferro
    sobre uma ditadura apoiada por coronéis e Latifundiárioa epa deixa eu parar por aqui se não daqui a pouco perde a graça ler o livro hehehe
    Caminhando e cantando e segindo a canção..... Um abraço amigo

    ResponderExcluir
  24. Post interessante, depois vou ver se leio o livro.
    --
    Se puder,visite:

    http://cabaretdevenus.blogspot.com

    ResponderExcluir
  25. Ola Wander, blz? Desculpe pela sumida. To perto de final de bimestre, sabe como é...

    Interessante essa indicação de livro. Primeiro, pq sou simplesmente fascinado por tudo que se refere ao tema ditadura militar.

    E segundo, porque sei que nessa época muita coisa podre ficara debaixo do tapete, e tem mesmo é que mostrar, por uma questão de justiça principalmente para quem foi vítima, ou de seus familiares, que já nao bastasse conviver com a dor da perda, ainda teriam que conviver com a pergunta "o que realmente aconteceu".

    Gde abraço, amigo.

    http://blogpontotres.blogspot.com/

    atualizado ontem 18-04

    ResponderExcluir
  26. O caso é que uma segunda, terceira, o n edição aponta para a qualidade da obra, e neste caso nos assegura que é uma obra fidedigna e merece nossa atenção e confiança até porque os editores/autores são da época vivenciaram o regime opressor e por isso nos passará com certeza o que ocorreu de fato na ocasião.

    É uma obra digna da minha leitura, com certeza vou comprar este livro.

    Saúde, paz e sucesso!
    Abraço,
    Jose Moura
    http://www.blogomoura.com

    ResponderExcluir
  27. Poxa! Adoro ler. Livros assim, como este me instigam a curiosidade. gosto de história, ainda mais brasileira... Tenho tantos em minha lista de leitura... mas vou incluir este também...

    ResponderExcluir
  28. Poxah, muitas pessoas jah me falaram sobre esse livro ...

    Mas não tão a fundo como você...
    PArece de fato ser uma ótima dica..
    Vou agitar para comprar!

    Ótimo blog.

    Té,
    Beijos. xD

    ResponderExcluir
  29. Nossa, compadre, que trabalho primoroso de pesquisa, né? Adoraria ler esse livro.
    Realmente, foi o período mais sombrio da nossa história e ainda é muito delicado falar de temas como as vítimas políticas, já que é uma ferida escancarada. E o que vc fez foi o contraponto, pois, ao mesmo tempo, quanto mais falarmos no assunto, melhor. Parabéns, compadre.

    Beijos procê!

    ResponderExcluir
  30. Li durante o segundo grau! Um professor santo me emprestou e a leitura modificou e solidificou alguns conceitos na minha vida.
    Adorei essa coisa da nova edição ter novas informações.

    ResponderExcluir
  31. Resenhas literárias, posts sobre Cinema, entrevistas com produtores... Este blog está cada vez mais dedicado à cultura!

    Boas dicas, Wander!

    ResponderExcluir

E-mail Newsletter

Cadastre seu e-mail e seja o primeiro a ficar sabendo o que rola no Café com Notícias

© 2007-2014 Café com Notícias .
Adaptado por Giselle Carvalho | Imagem Header Crédito Psyho .
back to top