#CaféLiterário: Ricardo Castro lança o livro de poemas "Fragmentos" em Belo Horizonte

abril 05, 2018



No dia 19 de abril, quinta-feira, a partir das 20h, será realizado o coquetel de lançamento do livro de poemas Fragmentos, de Ricardo Castro, no Grande Hotel Ronaldo Fraga, em Belo Horizonte (MG). A obra reúne 50 poemas sobre angústia, solidão, amor e vida, escritos entre 1978 e 2018.

"Escrever (e, depois, compor) foi uma necessidade da minha alma, desde sempre. Muito cedo me vi enfeitiçado pela palavra escrita.  Aos doze anos escrevi meu primeiro livrinho  e o ilustrei. Lembro do prazer que sentia ao ir às livrarias e bibliotecas, tocar e sentir o cheiro dos livros. Mais tarde, incompleto com a carreira racional de engenheiro civil e empresário, encontrei no ato de escrever uma compensação emocional, filosófica e espiritual para o que eu não encontrava na atividade profissional", comenta Ricardo Castro.

Mineiro de Belo Horizonte, Ricardo Castro já publicou três livros infanto-juvenis: "Eduarda", em 1999, além de "Canções de Amor para Eduarda" e "Poemas para Pequeninos", em 2008. Letrista de MPB, participa, com êxito, de Festivais da Canção em todo o país e no exterior, e já foi ganhador do Festival Nacional da Canção (Fenac) com a canção "Sereia", em 2010.  Lançou, em 2013, o disco autoral "Mar de Espanha", em parceria com o paulistano Lula Barbosa. Em 2016, lançou o CD "Treze por Quatro", em nova parceria com Lula Barbosa, além de Maurício Ribeiro e Natan Marques. 

"Escrevi Fragmentos na esperança de trazer à luz do dia, nessa jornada às vezes lúdica, às vezes tão cheia de tormentos, fragmentos de emoção representados pela angústia, a solidão, o amor e a vida. Que meus poemas encontrem um ninho no pensamento das pessoas e uma morada nos corações de quem os lê, é tudo o que eu posso desejar e esperar", explica o autor. 

Para o professor aposentado de Literatura Clássica da UFMG e da PUC Minas, Johnny José Mafra, que faz a apresentação do livro, Ricardo Castro é um poeta múltiplo. Fragmentos é um livro estimulante, de leitura agradável, que convida ao prazer da fruição, da justa ocupação do tempo e exercitação do merecido ócio. Inquieto na sua visão de mundo e atento observador do que o circunda, Ricardo não perde a deixa e a poesia nasce simples e espontânea", diz o professor.

Reconhecimento

Não é de hoje que a poesia de Ricardo Castro impressiona quem com ela se depara. Na década de 80, o imortal Abgar Renault endereçava a uma amiga comum uma carta em resposta aos originais a ele enviados, onde diz: "É com prazer que passo a dar-lhe a minha impressão acerca da leitura, a que procedi, dos versos dele, com o maior cuidado e o mais vivo interesse, que foram crescendo à proporção que os ia percorrendo". Parte dos poemas de Ricardo, afirmava, "dão logo a impressão de revelar alguém que possui realmente sensibilidade poética digna de toda a consideração e de estímulo cordial".

Outro a atestar o talento para a poesia do autor de Fragmentos, também na década de 1980, foi Ronald Claver. O poeta apontava, em carta escrita à mão, o que chamava de "momentos ótimos" em inéditos que havia recebido do autor. "O seu trabalho é bom, você deve continuar; você está no caminho certo", dizia Claver. E aproveitava para conclamar: "Siga em frente, poeta, e que Deus o guarde, o mundo nunca precisou tanto de poetas como agora"


Serviço:
Lançamento do livro de poemas "Fragmentos", de Ricardo Castro
Data: 19 de abril (quinta-feira) - 20h às 23h 
Local: Grande Hotel Ronaldo Fraga
Endereço: Rua Ceará, 1205, Funcionários 




Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, siga a company page no LinkedIn, circule o blog no Google Plus e assine a newsletter.






Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

0 comentários