Café Rapidinhas – Concentra BH, 8ª CineOP e Festival Arte & Gastrô de Brumadinho

junho 12, 2013




Na seção Café Rapidinhas desta semana, vamos falar de várias atrações culturais e gastronômicas que acontece na Grande Belo Horizonte em função do início da Copa das Confederações. Tem desde festival de cinema, comidas típicas mineiras, espetáculos culturais e até mesmo concentração de torcedores para assistir os jogos. Vamos dar um giro nas principais notícias do dia e outras que você só vê com exclusividade aqui no @cafecnoticias? Topa? Então, escolha o seu café preferido e fique bem informado:



Café Gol: Durante a Copa das Confederações – que acontece de 15 a 30 de junho, turistas e belo-horizontinos que quiserem ir para as ruas comemorar ou acompanhar as partidas junto com outros torcedores, já têm destino certo. É que a Prefeitura de Belo Horizonte, com o apoio de diversos patrocinadores, criou o Concentra BH, um evento em que vai unir a paixão por futebol, shows e apresentações de quadrilhas do Arraiá de Belô.

O evento é gratuito e a retirada do ingresso – que é um cartão de acesso, deve ser feita na portaria instalada na rua Aarão Reis, próximo à entrada do metrô. Eles serão distribuídos sempre no mesmo dia que o evento acontece e é necessário doar um quilo de alimento não perecível, exceto fubá e sal. Não há trocas antecipadas para evitar cambistas.

No local haverá ainda dois palcos e quatro telões. Ainda, os organizadores programaram os horários de shows e das quadrilhas de forma a não prejudicar os torcedores que desejam assistir aos jogos e o público do arraial. Entre os shows confirmados estão Vander Lee, Luiz Melodia, Aline Calixto, 14 Bis, Elza Soares, Jota Quest, Skank e César Menotti e Fabiano. Para ver a programação completa, clique aqui.

Café Cinematográfico: De 13 a 17 de junho, a cidade de Ouro Preto vira palco para a 8ª edição do CineOP – único evento do Brasil a enfocar a preservação, a história e a educação audiovisual. O tema deste ano é “1964-1969: O Cinema Brasileiro entre o Golpe e o AI-5”, antecipando as reflexões sobre os 50 anos do Golpe de 1964 que deu início a ditadura militar no Brasil.

A Mostra de Cinema de Ouro Preto é gratuita e vai reunir mais de 50 filmes em 33 sessões em três espaços da cidade: o Centro de Artes e Convenções; a Praça Tiradentes e o histórico Cine Vila Rica, fundado em 1957, e ainda hoje uma referência entre as salas de exibição que resistiram ao tempo no interior de Minas Gerais. A edição deste ano irá homenagear o diretor Walter Lima Jr, um dos mais representativos realizadores do cinema brasileiro. Seus dois primeiros filmes, Menino de Engenho, e o filme de abertura da 8ª CineOP, Brasil Ano 2000, foram realizados dentro do período analisado nesta edição do evento.

“O patrimônio cultural é uma das maiores riquezas de um povo e a CineOP tem o propósito de ser um instrumento de luta e salvaguarda do amplo patrimônio cinematográfico brasileiro em diálogo com a educação e em intercâmbio com o mundo. Revisita o passado iluminando o futuro com frutos da reflexão, do debate e da valorização de nossa rica memória cultural, visando a construção de um Plano Nacional de Preservação”, comenta a coordenadora geral do evento, Raquel Hallak.

Café com Arte: A partir do dia 16 de junho até outubro, o Instituto Inhotim promove pelo quarto ano consecutivo, o projeto Inhotim em Cena 2013. A proposta é, em todos os finais de semana, oferecer uma programação cultural diversificada aos visitantes do espaço. Na estreia, que acontece neste domingo (16/07), o público irá conferir o projeto Música e Imagem, no qual as pessoas poderão assistir apresentações musicais tocadas ao vivo durante uma exibição cinematográfica.

No mesmo concerto, será apresentada a estreia brasileira da obra Las siete vidas de un gato (1996), do compositor argentino (radicado em Paris) Martin Matalon, cuja obra tem sido apresentada por grandes grupos da música contemporânea. Entre as novidades também estão incluídas apresentações de solistas importantes e reconhecidos internacionalmente como o pianista Paulo Álvares e o violonista Fábio Zanon.

Para o compositor Oilliam Lana a inserção da música e do documentário com perfil contemporâneo no parque enriquece o que já existe na área artística e ambiental. “Já passei por várias experiências em minhas apresentações, mas esta é a primeira num lugar especial com o porte e a importância do Inhotim”, destaca o músico.

O projeto Inhotim em Cena 2013 é amparado pela lei federal de incentivo a cultura, Ministério da Cultura, e tem o patrocínio da Vivo, apoio Bancorbras e participação da Fundação Clóvis Salgado. Toda a programação é gratuita para os visitantes do Inhotim. A entrada no Instituto aos sábados e domingos é R$ 28,00. (Meia-entrada válida para estudantes identificados e maiores de 60 anos). Crianças de até cinco anos não pagam.

Café Cultural: Concertos, workshops, palestras, oficinas e cursos de música e gastronomia, além de uma feira gastronômica com o melhor da cozinha mineira e internacional serão as grandes atrações, neste mês de junho, em um dos cenários mais belos de Minas, considerado um dos 10 principais destinos do ecoturismo nacional: a Serra do Cipó. De 20 a 30 de junho, a região recebe o I Cipó Classic Festival: Festival Internacional de Música e Gastronomia da Serra do Cipó.

O evento conta com apoio da Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur). Durante dez dias, a música erudita vai ecoar entre as mais belas paisagens da região por meio de concertos com músicos nacionais e internacionais consagrados. Com 34 mil quilômetros quadrados de área de preservação, a Serra do Cipó abriga fauna variada e muitas espécies vegetais raras, encontradas apenas na região. O local oferece aos visitantes uma variedade de rios, cachoeiras, cânions e cavernas arqueológicas com inscrições rupestres. Inserida na Estrada Real, a Serra do Cipó está localizada a apenas 100 quilômetros de Belo Horizonte e a menos de uma hora do Aeroporto de Confins.

A cultura regional também ganhará voz nas apresentações de artistas e grupos renomados de Minas. Workshops e oficinas de música permitirão que visitantes e moradores da região interajam com esse universo de sons e cultura. Entre as presenças confirmadas estão a pianista italiana Mirta Herrera e a brasileira Berenice Menegale, a violinista sérvia Marija Mihajlovic, o barítono paraguaio Eládio Perez e a soprano uruguaio Beatriz Lozano, dentre outros.

Café Gastronômico: Entre os dias 21 e 30 de junho, acontece a primeira edição do Festival Arte & Gastrô de Brumadinho. A cidade, que fica localizada a cerca de 60 km de Belo Horizonte, quer se firmar na rota gastronômica mineira, oferecendo uma opção de entretenimento e cultura para turistas e moradores durante a Copa das Confederações.
Prato Trilogia Mineira feito pelo restaurante Hum, em Piedade do Paraopeba, distrito de Brumadinho, em Minas Gerais. Foto: Marcelo Araujo.

Com 21 estabelecimentos especializados em oferecer o que há de melhor na culinária mineira, o festival reunir o melhor da gastronomia do município com o sabor dos produtos e especiarias da região. Queijo, carnes, defumados, pimenta, jabuticaba, mexerica, banana da terra e abóbora são alguns exemplos de insumos locais que estarão presentes nas receitas. Os pratos serão elaborados pelos chefs dos estabelecimentos da região.

“O foco é prepará-los com os ingredientes locais, sem perder o glamour da alta gastronomia. Brumadinho é um município rico em produtos, principalmente pela terra de minério, que interfere nos sabores dos insumos. Dessa forma, estamos incentivando a economia local e valorizando a produção do município”, explica o chef Edson Puiati, consultor gastronômico do festival, os pratos internacionais serão alinhados às tendências regionais.





Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, circule o blog no Google Plusassine a newsletter e participe da comunidade no Orkut.





Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

2 comentários

  1. Muito legal ver que Belo Horizonte e as cidades do entorno se preparam com grandes eventos para receber os turistas. Me deu vontade de ir nesse de Ouro Preto e de Brumadinho, do festival gastronômico...pena que estou em São Paulo.

    ResponderExcluir
  2. Francisco Bertoletta13 de jun de 2013 12:59:00

    Pela primeira vez vejo BH se mobilizando para que os turistas e moradores que vão prestigiar os jogos possam ter outras atividades culturais. Isso traz dinheiro para a cidade e consequentemente mais empregos.

    ResponderExcluir