#Crônica: Os sinais do nosso corpo: Você já teve Dengue?

dezembro 19, 2012



A vida sempre nos oferece sinais das mais variadas coisas. Quando falo vida, falo sobretudo do nosso corpo. Conhecer o nosso corpo. Vivemos numa correria tão grande que ignoramos os sinais que o nosso corpo dá. Eu passei por isso, recentemente. Na sexta-feira passada fui trabalhar e já não estava me sentindo bem. Muita dor de cabeça, dor nos olhos e dor nas pernas. Ignorei os sinais.

Não fui à academia. Já têm uns três meses que estou fazendo ginástica antes de ir para o trabalho, mas na sexta-feira passada a dor foi tão intensa que faltei. Achei que tinha pegado pesado no treino do dia anterior. Fora que, de uns tempos para cá, assumi outros compromissos profissionais, além do meu trabalho como jornalista.

A minha rotina é intensa. No meio disso tudo, em 2013 coloquei como meta que quero tirar carteira de motorista e estudar inglês com mais afinco. São muitas coisas para colocar em prática e organizar meu tempo para que o Mestrado deixe de ser um sonho e se torne realidade. Estou gostando muito da área acadêmica e quero investir mais nisso.

Pois bem, meu dia é corrido. E imagino que o dia de várias pessoas no mundo também seja. Fui trabalhar passando mal, mas não fui ao médico. Tentei, hipoteticamente, imaginar do que se tratava as dores. Até cheguei a suspeitar do grau dos óculos. No sábado a dor foi mais intensa. 

Mal consegui sair da cama, tive febre, gripe, dor muscular e só fui melhorar na parte da tarde. Tive um final de semana ruim. Na segunda-feira, finalmente, minha mãe me convenceu e fui ao médico. O diagnóstico: Dengue Clássica. Fiquei a tarde toda tomando remédio na veia no hospital e aguardando o resultado de alguns exames.

Há quase dois anos tive Dengue. Descobri a doença no final, por causa das dores nas pernas, como agora. O meu maior medo foi de ter a doença de novo e evoluir para algo mais sério. Mas até agora, estou levando bem o tratamento a base de muita água e parecetamol....rs. Estou boa parte do meu dia em repouso. Mas, por ter uma vida tão agitada, tem hora que não consigo ficar só deitado.

Pelo tablet vejo o que anda acontecendo no mundo, checo e-mails, entro nas redes sociais, ouço música e vejo as séries que gosto. Quando sinto que estou com menos dores, uso o notebook que é mais pesado, mas que está me ajudando a me distrair. Adorei ler as mensagens de carinho dos amigos pelas redes sociais. Achei gentil o Ministério da Saúde me enviar um tweet com cuidados para o tratamento. Não consigo ficar muito tempo online, porque as dores musculares da Dengue são intensas. Este texto mesmo demorei dois dias para concluir porque até uma atividade simples como digitar, doi.

Hoje apareceu umas manchas vermelhas. A médica disse que isso é normal. Sinal de que a doença já está chegando ao fim. A febre também passou, por causa do parecetamol e da grande quantidade de água e soro caseiro que estou tomando. Creio que semana que vem estarei melhor. Se o blog ficar muito tempo parado é que estou de licença médica. Não se preocupe. Sempre que puder, vou fazer o possível para dar uma atualizada por aqui...nem que leve um dia inteiro para digitar....rs. Até breve!




Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, circule o blog no Google Plusassine a newsletter e participe da comunidade no Orkut.




Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

4 comentários

  1. Wander querido, se cuida viu. Sai dessa internet e vai fazer repouso. Dengue é coisa séria, viu. Quero te ver bem. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Francisco Bertoletta19 de dez de 2012 22:00:00

    Wander, descansa e faz o repouso merecido. Até em um momento em que você tinha que preocupar com a sua saúde, você se preocupa em não deixar o blog parado. Melhoras meu caro. Queremos te ver 100%. Abraços

    ResponderExcluir
  3. Nossa senhora....melhoras para você meu querido. Repouse e tome muito líquido. Não se pode brincar com a dengue. bjs

    ResponderExcluir
  4. Ó amigo! Faço votos de uma recuperação rápida a você viu meu nego. Nada de pensar em trabalho nesses dias viu.
    Saúde!

    ResponderExcluir