A Fazenda - grande final do reality show rural é sucesso de repercussão e de audiência

agosto 24, 2009


Imagine um cenário bucólico no interior de São Paulo com 36 câmaras, vigiado por 24 horas e com 14 famosos - por quase 90 dias, em uma emissora de TV aberta que não é a Globo, nem o SBT. Espera aí: confinamento filmado 24 horas? Essa história não é repetida? Uai, a "copiadora" atacou mais uma vez? Calma, até poderia ser. Mas, dessa vez o programa existe de forma original e foi criado também por uma produtora gringa, cujo formato faz sucesso em mais de 40 países. Será que o Big Brother mudou de emissora? Não, por ora ainda não. Trata-se do reality show rural A Fazenda, baseado no original The Farm, exibido no horário nobre da TV Record diariamente, de 31 de maio a 23 de agosto.

Muita gente não deu crédito no início. Os críticos de TV foram na ferida: o formato é desgastado, por ser uma fusão entre Casa dos Artistas + Big Brother + vida rural. Apesar dos erros e acertos, a Record pôde se orgulhar do sucesso de repercussão do reality show rural A Fazenda. Houve gente que torceu nariz: alguns blogs ou sites especializados em TV se recusaram a cobrir o programa com mais profundidade. Alguns, voltaram atrás.
Outros "comeram mosca".



Mas o fato é que o programa conseguiu - ao longo dos seus 85 dias de exibição, criar uma identidade e carinho com o público. Volto a dizer: A Fazenda teve erros, acertos e soube se reavaliar em alguns momentos. Em outros, permaneceu no erro. Prefiro comparar essa primeira edição como um grande piloto ao vivo (programa teste antes de entrar no ar), pois nem o público, muito menos a produção sabia se o formato iria dar certo. Clique aqui para ler a primeira crítica do Café com Notícias sobre A Fazenda. Acompanhe abaixo algumas fotos da Grande Final e impressões sobre esta primeira edição de A Fazenda:


Críticas


Dentre as principais críticas de A Fazenda está no fato do jornalista e apresentador Brito Jr. ter conseguido se reavaliar e, aos poucos, conseguir dar uma característica mais pessoal ao comando da atração. Diferente de todos os outros realitys de confinamento, o A Fazenda não deixa os participantes no ócio ou na piscina pensando nos trabalhos de nú artístico que farão quando acabar o programa. Lá, os 14 artistas e/ou personalidades já possuem vida pública (alguns mais conhecidos do que os outros) e eles têm a missão de cuidar da gestão de uma fazenda real, com animais e plantas de verdade, além da difícil tarefa de se dividir as atividades entre o grupo - o que por si só já gera uma deixa para possíveis conflitos.


No "fritar dos ovos", o saldo dessa primeira edição foi positivo: A Fazenda ocupou a vice-liderança de audiência - perdendo apenas Globo, mas abrindo boa diferença da terceira colocada, o SBT. Em alguns dias, chegou a ocupar a liderança por mais de meia-hora, principalmente aos domingos. De acordo com a Record, 21 marcas passaram pelo reality e foi muito solicitado novos espaços comerciais disponíveis para a final deste último domingo (23/08).


Rivalidade


Além disso, a Record deixou a Globo preocupada. Realitys como o insonso Jogo Duro e o antológico No Limite foram escalados de última hora para uma tentativa frustrada de "jogar um banho de água fria" em A Fazenda. Não deu certo. Mesmo com boa audiência, a temporada 2009 do No Limite não conseguiu ter a mesma repercussão da atração da Record e o fato de ser exibido muito tarde em alguns dias da semana culminou mais ainda para que o programa caisse no marasmo.

Outro fato que culminou uma briga maior entre Globo e Record foi uma vitória esmagora que o programa teve, abrindo uma diferença de mais de 10 pontos, no domingo em que foi eliminada Daniela Souza - mais conhecida como Mulher Sambambaia, ex-integrante do Pânico na TV. Coincidentemente, dois dias depois, a Globo trouxe a denúncia de que o Ministério Público de São Paulo investigava Edir Macedo e outros nove integrantes da Igreja Universal, ocasionando uma briga institucional histórica entre as emissoras nos seus principais telejornais. Claro, ao invés de se explicar para o público, a Record preferiu atacar a Globo relembrando também o seu passado obscuro. Clique aqui para relembrar esse episódio.


Internet


Com conteúdo muito fraco e com ausência de fotos em melhor resolução para ser divulgado para imprensa, blogueiros e telespectadores, a Record não fez um bom trabalho de divulgação nessa plataforma com o reality A Fazenda. Além disso, por não ter conseguido exibir o programa em pay-per-view, a emissora bem que poderia ter a iniciativa de inovar e exibir o programa pela internet (de forma gratuita ou paga para assinantes do Portal Terra, por exemplo). Falta mais maturidade para explorar a internet como mídia e, principalmente, as redes sociais para dar mais visibilidade ao programa.

Elenco


Ponto-chave para o sucesso dessa primeira edição, o elenco merece crédito e um parabéns especial à produção do programa que soube escolher muito bem as 14 personalidades que conseguiram dar um brilho especial à atração. Assim, como qualquer outro reality do gênero, a escolha dos participantes é o que garante visibilidade ao programa. Para a segunda edição, a Record precisa ficar atenta com o "oba-oba" atual do A Fazenda para não colocar artistas que querem somente ganhar visibilidade e se mostrarem como "bonzinhos" para o público.


Momento Théo Becker


Assim como personagem Tarso, da telenovela das 21h, Caminhos das Índias, da TV Globo, o ator Théo Becker - com o seu problema psiquiátrico, trouxe o debate da loucura para a boca do povo e foi personagem importante para a visibilidade do A Fazenda. Nas suas três semanas de confinamento, Théo se envolveu em brigas com vários participantes, além de ser garantia de audiência para a atração. Querendo ou não, Théo Becker - assim como Alexandre Frota, entram para o hall de ex-participantes de realitys shows polêmicos e que criaram um personagem (real ou não?) que trouxe vários trabalhos depois da sua eliminação. Théo, pode não ter ganho A Fazenda, mas ganhou uma "senhora" visibilidade (positiva ou não?) depois da sua passagem pelo reality rural.


Momento Christina Rocha


Para quem não sabe, Christina Rocha não é uma ex-participante de A Fazenda. Na verdade, ela é a atual apresentadora do programa Casos de Família, do SBT - exibido na faixa vespertina da emissora, nacionalmente conhecido como o programa dos "barracos", onde os convidados mais brigam e gritam, do que propriamente conversam com a apresentadora. A impressão que dá é quem topa participar sai com o problema maior do que antes de ter entrado no palco. Mas, o que tem isso a ver com A Fazenda? Calma, você vai entender. O reality show deu bastante ênfase às brigas entre os participantes e, principalmente, no resumo diário, onde as discussões sempre eram o foco principal. Por isso, dá-lhe "barraco"!


Imparcialidade


Muitos telespectadores de A Fazenda reclamaram disso: a Record colocou como meta que Dado Dolabella poderia ser o anti-herói do programa e em várias vezes deu maior destaque ao ator. Só o fato dele ter ganho já é um fato bastante suspeito, pois os dois finalistas - Dado e Danni Carlos não eram os mais queridos pelo público. O matutino Hoje em Dia foi acusado por vários críticos de TV por essa imparcialidade. Prova maior foi a estranha eliminação do humorista Carlinhos - ex-integrante do Pânico na TV, que é bastante querido pelo público e possui uma história de vida bastante peculiar, digna de uma sinopse de telenovela.


Carlinhos tinha tudo para ter virado um marginal por ter tido uma família desestruturada e ter morado na rua. Mas, graças a sua força de vontade e a ajuda de várias pessoas, conseguiu dar a volta por cima e se tornou humorista. Além disso, um fato muito estranho da Record não dizer o número total de ligações, SMS's de tefone celular ou voto pela internet durante todas as eliminações, apenas a porcentagem do resultado final. A passagem de Carlinhos - depois da eliminação, no próprio Hoje em Dia, garantiu a liderança histórica para a revista eletrônica matutina por mais de duas horas consecutivas, que explorou de forma exaustiva o drama particular dele.


Um exemplo disso aconteceu na final do último domingo (23/08), de acordo com a coluna Retratos da Vida, do Jornal Extra. Minutos antes do inínio da atração, a plateia convidada para o programa passou a gritar palavras de ordem em homenagem ao participante já eliminado, Carlinhos. "Ão-ão-ão, Carlinhos campeão". Como a final do programa seria disputada pelos não tão populares Danni Carlos e Dado Dolabela, um produtor teve de pedir pelo microfone para que o público parasse com os gritos: "Hoje a final é entre Danni e Dado. Não pega bem vocês aparecerem na TV gritando o nome de outro".


Overdose


Pelo fato de não ter sido exibida em pay-per-view, a Record praticamente dedicou boa parte da sua grade de programação para a cobertura do A Fazenda, o que ajudou muito para dar visibilidade a atração, além de melhorar a audiência dos programas Hoje em Dia e Geraldo Brasil.



Lançamento


E por falar na grade, todos os novos programas da Record foram lançados em A Fazenda: o vespertino Geraldo Brasil; a telenovela Bela, a feia; o reality show musical Ídolos e o novo Programa do Gugu, que será exibido nas noites de domingo a partir do dia 30/08. A pergunta que não quer calar: o que será da Record sem o A Fazenda? Mesmo contrariando toda crítica especializada, a Record irá estrear a segunda temporada em novembro deste ano - correndo o risco de saturar o formato.

Alguns críticos de TV, como o jornalista Flávio Ricco, acreditam que pelos menos as próximas semanas ainda irão repercutir a grande final de A Fazenda, que culminou a vitória (estranha) do ator Dado Dolabella - que não possui toda essa aceitação perante o público. Curiosamente, há quem conspire possibilidades - com algum fundo de verdade, afirmando que a vitória de Dado - e a tentativa de torná-lo "bom moço", é uma aposta da Record para promovê-lo como galã da emissora em várias mídias, o que não deixa de ter um fundo de verdade.



Piloto

E a grande final do A Fazenda rendeu mais um "filhote" para a Record: o programa Hoje em Dia ganhou uma edição especial na manhã deste último domingo (23/08), repercutindo os momentos finais do reality rural. Por incrível que pareça, a versão domincal ficou mais interessante do que muito programa de auditório do domingo e pode ser uma opção concreta para quem gosta de ligar a TV no final de semana.


Grande final


Com um cenário extremamente bem feito e construído no campo de provas de A Fazenda, Brito Jr. comandou a atração exibida entre 21h35 e 00h46, que conseguiu atingir 21 pontos de média com picos de 32, em São Paulo. A Final ainda contou com a participação do apresentador Gugu Liberato, novo apresentador da Record, para entregar o resultado de quem levaria o prêmio de R$ 1 milhão. No Rio de Janeiro, a final do reality rendeu 25 pontos de média com picos de 34. Esse índice é um dos maiores conquistados pela Record nos últimos 3 anos e o maior no segmento de reality-shows da emissora da Barra Funda. Pelo menos do ponto de vista de faturamento comercial e audiência, o saldo foi bastante positivo. Que venha a segunda temporada!



FOTOS: Reprodução / TV Record.



Quer saber de mais detalhes? Siga-me no Twitter. Essa semana eu volto com mais Café com Notícias.






Wander Veroni
Jornalista

---------------------------


PROMOÇÃO ESPECIAL:


O Café com Notícias fez 2 ANOS no ar em agosto, mas quem ganha o presente é você! Isso mesmo: o Café vai dar uma turbinada no seu blog com prêmios pra lá de especiais. Ficou interessado? Então, participe agora mesmo pois a promoção vai até o dia 1º de setembro. Clique aqui para ver o regulamento do concurso.

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

11 comentários

  1. Não acompanhei o reality por achar que não há imparcialidade e honestidade nesse tipo de programa. Ninguém me convence que os resultados sejam mesmo o gosto do público que vota. E o fato do Dado ter ganho me fez ter ainda mais certeza disso. Mas, espero que eu esteja errado e que venha a segunda edição, vou ver se assisto dessa vez! hehe

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Bem, particularmente falando, acho que o mérito na realidade não é de "A Fazenda" em si, pertence ao formato "reality show", que apesar de 10 anos de Big Brother ainda não se esgotou. Talvez, precisasse só de uma repaginada de enredo!
    .
    Mudou-se o ambiente (lembrando que não faz muito tempo Ticiane Pinheiro e Karina Bach protagonizaram na Record um programa com o mesmo contexto: vida no campo), os personagens principais(substituição de anônimos por celebridades) e pronto, eis que surge novamente um campeão de audiência de cultura inútil!Reality é uma novela (preferência nacional), só que trocando a ficção por vida real.
    .
    Não vou me surpreender se no próximo ano a Rede Globo (sempre antenada nas mudanças de comportamento de seus telespectadores), aparecer com um BIG BROTHER de famosos pra acompanhar essa onde que começou no SBT e que a Record provou que tem retorno de audiência garantido!
    .
    O que quero dizer, por fim, é que não vejo méritos em investimentos milionários para programas de tão pouco conteúdo (brigas, gostosonas nuas, romances forjados etc), mas que enquanto a tv brasileira não tiver nada melhor pra oferecer, nossos controles remotos acabaram esbarrando e estacionando em fórmulas como estas...

    Apolinário Jr.

    ResponderExcluir
  3. Eu vou confessar que apesar de não ter acompanhado o programa eu vi os últimos 15 minutos até eles divulgarem o vencedor e para ser muittooo sincera eu ODIEI pelo Bad Boy ter ganhado.
    Eu não acompanhei o programa pq eu cansei de ver manipulações descaradas nos resultados nos programas nesse seguimento.
    Infelizmente os realitys shows estão perdendo credibilidade!
    BjOs

    ResponderExcluir
  4. Particularmente eu estava torcendo para Danni Carlos, cantora essa eu só tive curiosidade mesmo para conhecer depois de vê-la no programa. Acabei gostando muito do som dela, inclusive. Essa, entre outras, é uma das possibilidades que acabam se tornando reais com a visibilidade que esses artistas ganham a partir do programa. Claro que isso não abrange todos, afinal, quem se lembre de algum ex-participante de reality show que saiu nas primeiras semanas e está ganhando fama ou é conhecido por ai?

    Acho que seria bem interessante a emissora tentar com outros apresentadores pois realmente não parece lá muito a praia de Brito Jr. fazer esse tipo de programa.

    Não acho que a escolha do elenco foi 100% boa pois há participantes que ou já se conheciam (como Carlinhos ``Mendigo`` e ``Dani Samanbaia``) ou já tinha familiaridade com o ambiente proposto (caso de Luciele e Pedro), mas no final das contas, isso não contou muito, né?

    Por fim, acho que o polêmico da vez é nada mais nada menos que alguém que busca desesperadamente por visibilidade, seja ela qual for. Não sei se é apenas loucura, esquizofrenia, culpa do remédio que mexe com o sistema nervoso, mas com certeza tem algo além disso.

    ResponderExcluir
  5. Wander, confesso que sou daqueles que não cobri, não cubro e não cobrirei a Fazendo; que acho o formato desgastado (ao extremo); e que os participantes sequer são famosos.

    Alguns me parecem, inclusive, deslocados do público da Record.

    O que a finalista Dani Carlos e a Record tem a ver? A partir de agora muito, é claro. Pois vão formatar a menina naquele padrão Raul Gil de cantar... Coitada!

    A repercussão foi grande, sim, o que infelizmente prova que a média de nossos expectadores não está preparada par, digamos, discussões estéticas mais elaboradas.

    A audiência foi boa para a Record? Sim. Deste modo, até, o Bispo Ma$edo foi um pouco esquecido. Mas... Eu, particularmente, desvinculo audiência de sucesso.

    Continuarei me recusando a chamar a fazenda de sucesso. É claro, embasado em fundamentações...

    Diria, mais seletivas do que da Universal.

    Abração do seu colega de trabalho, Leo Pinheiro

    ResponderExcluir
  6. A Record apostou em celebridades que estavam na boca do povo, como Carlinhos e Samanbaia e em corpos bonitos e sarados...pena que fazia um baita frio.
    Eu assisti poucos dias e não posso emitir opinião a não ser sobre o que tenho lido nos jornais e blogs pela net afora.
    Pelo que tenho lido a vitória de Dado está sendo bastante discutida e o aparecimento da família do Carlinhos tbm.
    Vamos ver o q mais vem por aí...Ja li que Silvio Santos quer colocar a casa dos artistas no ar novamente.

    ResponderExcluir
  7. Só a tv mesmo pra transformar um playboy babaca em heroi!

    Abraço

    ResponderExcluir
  8. Pra mim, depois da casa dos artistas foi o reality show mais legal do Brasil. Curti muito!!


    abraço

    ResponderExcluir
  9. caraca! eu nem vi a fazenda. só ouvi falar, mas o Dado ganhou?! Bom moço ele? huauhahuuh tá de sacanagem. A record tá indo bem, mas um Fazenda dois logo em seguida cansa, né? Eu nem vi e já cansei. rsrs Olha, o texto tá completaço!!!

    ResponderExcluir
  10. No pouco que eu vi do programa o campeão Dado a Dolabela era atacado pelos demais integrantes que já vinham com um preconceito pelas estórias dele fora da fazenda... o Carlinhos só teve maior visibilidade depois que a mãe apareceu contando para todo Brasil a sua vida sofrida... sinceramente não gostei do pouco que vi dele no programa, achei ele invejoso, mau educado e principalmente (e isso eu não perdoo, rs) machista... não acredito em manipulação, acredito que quem realmente assistiu o programa e votou para a vitória do Dado, deve ter os seus motivos ... parabéns pelo blog.

    ResponderExcluir
  11. Pois é né... Este ano, foi ''o ano da Record'' mesmo. Eles tiveram bastante audiencia viuuu... Eu mesma dei bastante audiencia, porque acompanhei a fazenda desde o inicio' xD AUSHAUSH // Adoreiii o post de vcs e vcs são demais, sério! Bjão e muito sucesso! tchau...

    ResponderExcluir