Tecnologia a favor da música, foto e vídeo

fevereiro 04, 2009

Aparelho que cabe na palma da mão consegue armazenar um infinidade de arquivos e vira mania entre pessoas das mais variadas idades


Quem não gosta de ouvir música e ainda ter a possibilidade de compartilhar esses arquivos com familiares e amigos? Hoje em dia é quase impossível não ver alguém com um fone nos ouvidos, principalmente a caminho do trabalho, durante a prática de algum esporte ao ar livre ou até mesmo nos momentos de lazer. Graças às novas tecnologias é possível, num único aparelho, armazenar as suas músicas favoritas, tirar fotos e ainda fazer aquele vídeo caseiro com a galera, tudo isso num único aparelho, popularmente conhecido como a geração dos MP’s – que vai do MP3 ao MP9.


O que poucas pessoas sabem é que o MP3 não é só um aparelho, mas também o nome do formato do arquivo de áudio que permite ouvir músicas em computadores. Assim como o LP, o K7 e o CD, o MP3 se fortaleceu como a sigla do formato de arquivo de áudio mais difundido entre os internautas. Mas por quê? A questão chave para entender todo o sucesso do MP3 se baseia no fato de que, antes dele ser desenvolvido, uma música no computador era armazenada no formato WAV, que é o formato padrão para arquivo de som em PCs, chegando a ocupar dezenas de megabytes no disco rígido.


A família dos Mp’s


As propostas são diferentes e pode até causar confusão para quem não é ligado em tecnologia. Mas hoje no mercado é possível encontrar do MP3 ao MP9, cada um com uma funcionalidade diferente, que dependendo do aparelho, engloba desde celular à TV Digital.

A gerente de uma loja de produtos de informática da Grande BH, Cleide Comini, que trabalha há mais de 2 anos com esse tipo de aparelho, conta a diferença de cada um deles. “O MP3 é o tocador de música mais comum, pelo formato de compartilhamento de arquivo simples e também possui rádio FM. Já o MP4 possui esses recursos, e ainda guarda fotos e vídeos. O MP5 tem todos os recursos anteriores, acrescido de máquina fotográfica. O MP6 é um celular com todos os itens, o MP7 também é telefone, só que com televisão digital. Por último, o MP8 é a reunião do celular com a TV Digital e o MP9, o mais completo, reúne todos os recursos já falados nas outras gerações, mais a possibilidade da câmera fotográfica com zoom e flash integrados”, explica.




Em tempo


A Revista Diário de Bordo é uma publicação impressa, criada em abril/2008, que está na sua 4ª edição e idealizada pelo jornalista Carlos Viana, que trabalha atualmente com apresentador do MG Record, da Record Minas, e como repórter e apresentador na Rádio Itatiaia, estando a frente do programa Plantão da Cidade. Viana já trabalhou como repórter da TV Globo Minas e da SBT/TV Alterosa e também como professor universitário do Uni-BH e da Faculdade Newton Paiva.


De tiragem gratuita, em Belo Horizonte, a Diário de Bordo é distribuida na zona sul, aeroportos, hotéis, pousadas, clínicas e em condomínios de luxo da Grande BH. Possui tiragem trimestral e com bastante ousadia pretende ser uma opção inteligente de informação e conteúdo editorial na capital mineira. A equipe é composta por Carlos Viana (editor-chefe), Rodrigo Linhares (comercial), Ronan Munhoz (diagramação), Luciana Hubner (repórter) e Wander Veroni (repórter). Para anunciar na revista ou obter mais informações entre em contato pelo telefone comercial (31) 3088-6379 ou pelo e-mail comercial@diariodebordo.info




Essa semana eu volto com mais Café com Notícias.




Jornalista

--------------------------

PROMOÇÃO CULTURAL TOP COMENTARISTA


O Café com Notícias premiará, uma vez por mês, em forma de homenagem, o comentarista mais assíduo do blog e que faz do seu comentário um momento para uma troca de idéia inteligente e elegante. Participe! Seja um comentarista top, não só aqui no Café, mas em toda blogosfera. Clique aqui para saber os detalhes e o regulamento dessa promoção.

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

33 comentários

  1. A portabilidade é a maior vantagem. Por isso as pessoas, até pouco tempo, usavam a fita cassete, mesmo sabendo que a qualidade do som era infinitamente pior do que a de um LP.

    Por isso agrada à todas as faxas, sociais, etárias...

    OFF POST*

    Só agora vi o seu primeiro comentário no post (sorry :D). Tinha me ligado naquele seu segundo comment no post, me elogiando e tal... O elogio subiu tanto à cabeça que acabei ignorando INVOLUNTARIAMENTE sua resposta anterior, sobre o tema. Araços, Leo Pinheiro

    ResponderExcluir
  2. Hoje em dia são tantas opções e tantos avanços que nem conseguimos acompanhar.

    ResponderExcluir
  3. Realmente, seu blog é bem legal, parabéns pela iniciativa!

    Sou novo aqui, mas gostei de cara da sua reportagem sobre mp's, já que sempre quis saber a real diferença entre eles e nunca havia encontrado direito.

    Tchau!

    ResponderExcluir
  4. Bom dia Wander!

    Salve, salve!

    Sua matéria desfez um pequeno nó que eu tinha em relação aos Mp's...

    Mas tenho que ressaltar uma coisinha que anda me 'encucando'...
    No início da matéria, vc citou: "Hoje em dia é quase impossível não ver alguém com um fone nos ouvidos, principalmente a caminho do trabalho..."

    Moro no Distrito Federal e afirmo que por aqui 'a moda' é usar essas parafernálias sem os fones de ouvido, um verdadeiro inferno!

    Sim, estou no coletivo a caminho do trabalho, de manhã cedinho, aí um camarada com seu MP qualquer coisa liga no último volume e começa a tocar uma música chula qualquer desrespeitando todas as regras do convívio em sociedade. AFF ¬¬

    É nessas horas que eu penso:
    - Maldita inclusão!

    Estes aparelhos realmente foram uma evoluação necessária, saudável e muito útil. Gostaria apenas que as pessoas usassem seus MP's de forma consciente!

    Kiso!

    PS.: Preciso dizer que teu blog é maravilhoso? Então lá vai:
    - Teu blog é MARA!!! hiihi...

    Kiso

    http://garotapendurada.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Olha, além de muito útil, pelo menos pra mim que não vivo sem cel, música e TV, os aparelhos são bonitos.
    Hoje encontramos varios modelos no mercado. Tem pra todo gosto e não tem como não achar um de sua preferencia.
    resta saber se cabe no bolso. As vezes o preço é meio salgado, mas acho que vale!!!
    Abços

    ResponderExcluir
  6. Alguns anos atrás eu nunca imaginaria que teria algum aparelho que coubesse o HD inteiro do meu computador que eu tinha antes, que era de 2 GB!
    Uma coisa que eu odeio são as pessoas que ouvem música no celular sem o fone de ouvido.

    ResponderExcluir
  7. Eu não vivo mais sem meo ipod. Ele é meu fiel escudeiro kKK. Muiiito bom esse blog,adoro aqui :D

    Beeeijo.
    http://tiomah.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. parabens pelo blog e obrigado pela visita no
    www.bagageirodocurioso.spaceblog.com.br

    éééé.
    tadinha da enedita
    =/
    esperoq ela naum veja akilo
    kkkkkkk...
    o pessoal jah jah vaic riar um mp11....
    vai ter até mini vinil

    ResponderExcluir
  9. Compadre, ficou ótimo, parabéns! hehehe Já fiz, pode ficar tranquilo. ; ) E depois comentamos ainda mais sobre o assunto, tá? Amei tb a nova cor e o novo cabeçalho, ficou muito bom, bonitão.
    Menino, olha se não é o seu artigo, eu ainda estava no MP5! hehehe Agora entendi as diferenças. rs Muito obrigada!
    Eu tenho duas edições da Diário de Bordo. ; ) É uma excelente revista e adoro o povo que trabalha lá.
    Beijocas pra vc!

    ResponderExcluir
  10. Wander,
    obrigado pela visita e creio que a honra é toda minha, não comentei neste post por motivos qu me deixam meio triste, tive um MP3 e um MP4 e tive problema com os dois, infelizmente apanhei com estes e estou com medo de gastar dinheiro com um MP5 ou MP7 agora e depois ficar sem eles por algum infortúnio da vida, vou esperar que fiquem bem baratos e talvez depois eu compre, o meu MP4 mesmo, custou um mês de salário e depois de algum tempo parou de fucionar do nada, o MP3 foi mais barato mas foi furtado.
    Quanto a Revista, em breve darei uma lida nela.

    Abraços

    ResponderExcluir
  11. Não sou muito ligada em Mp's. Claro que aprecio o formato de arquivo para meu computador, mas não sou nada fã daqueles aparelhinhos pequeninos composto por pequenas letrinhas. Isso dificulta muito a vida de quem é casado com um óculos, vc não acha?

    ResponderExcluir
  12. A tecnologia nos surpreende a cada dia. Já reparou nas ruas como o mp3se tornou um companheiro. As pessoas não andam mais sem os fones de ouvido. Abraço!

    ResponderExcluir
  13. Esses dias mesmo em uma aula, durante uma crítica a respeito de toda a velocidade da evolução tecnológica surgiu esse tema.

    Mal conseguimos comprar um MP e logo surge uma mais poderoso. O lado que eu acho que convém criticar é justamente esse. Na realidade de hoje torna-se uma tecnologia inacessível a maioria e muitas vezes se torna fetiche por simples ostentação. As pessoas muitas vezes sequer estão interessadas no que esses aparelhos realmente dispõe, mas sim em demonstrar-se como antenados e descolados. "Pôxa, eu tenho um MP23! Sou o cara!"


    Porém, toda tecnologia que é introduzida é algo positivo. O que realmente considero que convém criticar é a alienação das pessoas diante do uso dela sem sequer refletir um pouco se aquilo no momento é realmente de valor para elas ou passa de mero desejo para atender uma necessidade de se auto-afirmar socialmente.


    Abraços
    .


    http://marmotatomica.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. É admirável a velocidade com que a tecnologia se aperfeiçoa e avança a cada dia, né? Pena que ainda tem gente excluida desse mundo fascinante. Os MP's são tudo de bom.


    Bjos

    ResponderExcluir
  15. Muito bom mesmo, Wander!

    Mas como assim MP9? Eu achando que estava "O" moderno com um MP4, rs, rs.
    Bom, brincadeiras à parte, acho o máximo todas essas facilidades e porque não firulas que a modernidade traz para nós.

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  16. Obrigado pela explicação! É tanto MP que a gente se perde. :P

    A revista eu não conhecia, até agora né? Boa!

    Parabéns e um abraço!

    ResponderExcluir
  17. Sei que a modernidade exige uma tecnologia cada vez mais avançada, visando facilitar a vida das pessoas em todos os sentidos, já que as mulheres se "rebelaram" e conquistaram seu espaço na sociedade, pois não são mais criadas para servirem unicamente ao marido... Hoje as mulheres ajudam a colocar o pão de cada dia na mesa, assim como o homem sempre fez. Isso é uma das razões que fez com que a tecnologia facilitasse a vida familiar (um mero exemplo entre tantos) como as máquinas (na Europa tem até máquina para fritar ovo, crê nisso?).
    E os MP's não poderiam faltar, em meio a essa modernidade, para o lazer, o trabalho, criando até uma comunhão entre essas duas atividades. Mas ainda assim me preocupo com tantas "facilidades" que o ser humano está criando. Não há mais espaço para a família se reunir, se concentrar nela mesma. Os livros, espaçonaves que nos transportam para outras dimensões, estão perdendo seu espaço perante tantas "facilidades" ofertadas a milhares de prestações, o que possibilita que qq pessoa adquira (não há mais desculpas de preço). Apesar de tantas "facilidades", ainda há coisas que minha mente não concede...

    ResponderExcluir
  18. No meu Ipod ja tenho mais de 2 mil músicas ... sou viciado mesmo!!!

    ResponderExcluir
  19. pra quem achava que o mp4 ja era moderno!

    rsrsrs

    me surpreendi

    ResponderExcluir
  20. wander/concordo com as facilidades dos MPs mas o exagero me enche o saco/nao admito alguem comprar um aparelho e nao saber usar as funçoes ( eu e o computador é outros quinhentos) - eu ate possuo um mp3 que uso como pendrive e mas o resto eu nao preciso/ TV portatil!!!para que? se a programaçao é somente merda/ resumindo - bem vinda tecnologia para quem sabe aproveita-la - gostei da revista diario de bordo/ acho que deve ser de uma qualidade bacana´/parece aquela da varig e da vasp...um grande abraço e nunca esqueci o teu primeiro e-mail. andre(icaro...lembrei!)

    ResponderExcluir
  21. Confesso que sou amante do meu mp4. Não consigo viver sem ele, é meio que está sem algum acessório, sabe?!
    Vc pode carregar sua estante de livros, cds, álguns fotográficos para qualquer lugar e sem peso algum. Sinceramente, hoje, viver sem ele é quase que impossível!!!

    E a revista, hein?!!
    Tenho uma edição dela, e sempre tô relendo!! Adorei mesmo, viu?!!!

    BEijão, Wander!

    ResponderExcluir
  22. Nem me fala em mp's... Ainda estou de luto por meu MP4,que quebrou antes de ontem...
    Me empolguei um pouquinho e terminei o derrubando no chão. E agora não liga mais. Chorei tanto...
    Mas essa geração é súper-interessante. Imagine o que terá o MP10?
    Abraços...

    ResponderExcluir
  23. não vivo sem meu mp4, pq naum vivo sem música... estar sempre perto dela, ou mesmo saber que ela está a um botão de distância, me deixa mais confortável onde quer que eu esteja, sabe? acho que foi uma das invenções mais oportunas do nosso século... adorei o blog!

    abraços

    http://filme-pipoca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. Obrigada por ter visitado meu blog.
    Seu blog está muito bom. Não sou muito chegada em MPs, mas como você mesmo diz no seu texto é comum ver pessoas com fones de ouvido nas ruas.
    Parabéns pelo Blog!

    ResponderExcluir
  25. Oi de novo.Passei aqui para dizer que indiquei seu blog ao selo "Olha que Blog Maneiro". Se não quizer dar sequência, não importa. Mas se quizer, passe no meu blog para conferir. Abraços e tchau!

    ResponderExcluir
  26. Oi, gostei muito do seu blog e estou agraciando-o com o selo "olha que blog maneiro" passa lá no meu blog (http://supervarietyblog.blogspot.com) para pegar seu selo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  27. Você não tem noção de como me senti desatualizado lendo essa tua postagem. Sou o cara mais feliz do mundo com meu mp3inho fiel ao meu lado e pra mim só existia até mp5...

    E você sabe me dizer se encontro a Diário de Bordo na rodoviária? Devo estar chegando aí em BH no dia 14 e fiquei com vontade de lê-la...

    ResponderExcluir
  28. Coisa mais linda esses mp3s, acho que são daqui do Japão, quando vou na loja fico só namorando.

    Bom final de semana!

    ResponderExcluir
  29. Que ótimo post, Wander!
    Adorei a idéia de expor os conceitos dos MPs. Hoje em dia eles são mesmo inevitáveis. Só para vc ter uma idéia, no próximo mês vou iniciar um curso de graduação à distância e um dos itens que receberei da universidade para estudar em casa é o MP4, com todas as aulas do mês. Poderei estudar em qualquer lugar... achei o máximo!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  30. Jussara Melo de Alencar7 de fev de 2009 10:29:00

    Wander, sempre tive curiosidade de saber a diferença dos MPs e nunca encontrei um lugar onde essas respostas fossem feitas de forma tão prazerosa.

    Adorei seu blog, que é uma mostra de que existe uma outra possibilidade de jornalismo online de qualidade e profissionalismo.

    Também gostei muito da Revista Diário de Bordo, o acabamento dela e a diagramação são excepcionais. Fora a qualidade editorial dos textos...tem tudo para ser um sucesso em BH e no Brasil.

    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Agora tem o MP10, mas ainda não procurei saber a diferença do MP9.
    Aqui em São Paulo, na galeria Pajé, tem mp3 de R$15,00. Quem mora em São Paulo faz a festa, com os produtos "similares".


    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  32. Aliás, esse negócio de MP4, MP5, MP6, é coisa de brasileiro sem muita criatividade em dar nome ao aparelho. rsrsr

    Praticamente todos têm um aparelhinho de MP3, até porque hoje a gente compra um pelo preço de um radinho de pilha. O interessante é que essa popularização arrebentou a indústria fonográfica, o que para mim tem mais coisas positivas do que negativas.

    Há problemas como a questão do uso excessivo que pode provocar problemas de surdez e procedência deles. Geralmente vêm da China e são produzidos com mão de obra barata (quando não escrava) e com baixíssima qualidade. Creio que seja um tendência irreversível, mas temos que ficar de olho nesses problemas.


    Um abraço.

    ResponderExcluir
  33. Wander, a tecnologia aplicada também à educação. Estamos debatendo em nosso Blog e vim aqui pedir o brilho da sua opinião, enriquecendo nosso debate:
    O professor Google, o mestre Yahoo!, a escola UOL, novas tecnologias que a escola tradicional precisa se apropriar. Hoje os alunos digitais convivem com professores analógicos.

    Alunos digitais darão lições ao professores analógicos?

    Ler é mais importante que estudar?

    Um abraço,

    Nacir Sales

    ResponderExcluir