Falta de caixa eletrônico no bairro Céu Azul vira reportagem da Rádio CBN BH

novembro 29, 2012



Na manhã desta quinta-feira (29/11), a repórter Shirley Souza, da Rádio CBN Belo Horizonte, fez uma reportagem sobre a falta de caixa eletrônico no bairro Céu Azul, na Região da Pampulha, da qual fui entrevistado. A matéria mostrou que a onda de assaltos aos Caixas 24h fez com que muitos comerciantes desinstalassem ou desativassem o equipamento que se tornou um chamarisco para criminosos. Ouça a matéria, abaixo:


A matéria focou uma questão muito pontual: os moradores ficam sem acesso aos serviços bancários tendo que se deslocar para outros bairros mais distantes para fazer uma retirada simples. A repórter Shirley Souza também conversou com os lojistas do bairro que relataram a falta de policiamento do local e o medo dos lojistas de serem assaltados, uma vez que estamos próximos das festas de fim de ano – momento que há grande circulação de dinheiro no comércio.

Desde já agradeço aos colegas jornalistas Adriana Ferreira, Itamar Mayrink e Shirley Souza pela ética, sensibilidade e respeito que trataram assunto desde o início, possibilitando que a pauta cumpra a sua função social que é a prestação de serviço à sociedade. Quem sabe, depois dessa matéria da Rádio CBN BH a Polícia Militar dê uma resposta aos moradores e aos lojistas, criando ações de enfrentamento à criminalidade e diminuição de assaltos? Nós, moradores, estamos querendo não só uma resposta, mas uma ação efetiva.

Bastidores

Como toda boa reportagem, essa pauta da falta de Banco 24h no bairro Céu Azul tem uma história. Tudo começou quando precisarei tirar um dinheiro rápido para uma emergência aqui no meu bairro e me deparei com todos os caixas estragados ou desativados. Fiz uma verdadeira via crucies pela região, até que fui parar no Via Brasil, próximo a Lagoa da Pampulha, único local onde havia caixas onde era possível fazer o serviço bancário que necessitava. Revoltado, postei no Twitter a minha indignação:


Tempos depois, ao dar um exemplo de como se usar o Twitter para os mais variados fins aos alunos do curso de extensão de Blogs e Redes Sociais, do UniBH, a pauta chamou a atenção da aluna e colega jornalista, Adriana Ferreira, que trabalha na Rádio CBN BH. Ela me contactou sobre a possibilidade da denúncia que havia feito virar uma reportagem para o noticiário da rádio e eu de imediato aceitei, pois imaginei que assim como eu muitas outras pessoas estão passando pelo mesmo problema.
Fachada da Farmácia do bairro Céu Azul, em BH, onde o Caixa
do Banco 24 Horas foi desativado por medo da criminalidade.
Foto: Google Maps / Reprodução.

Ainda esta semana, fui entrevistado por telefone pelo jornalista Itamar Mayrink. Ele queria saber mais sobre como estava a situação dos Caixas 24h no Céu Azul e as minhas impressões sobre o ocorrido. A conversa foi tranquila e percebi que a CBN estava preocupada em não só falar da criminalidade em si, mas de mostrar o quanto a ausência dos serviços bancários emergenciais está atrapalhando a vida dos moradores.

E nesta quinta-feira (29/11), pela manhã, a repórter Shirley Souza conversou comigo por telefone para saber como estava a situação dos Caixas 24h e se eu poderia indicar algum comerciante ou loja no qual ela poderia se ir até lá para conversar sobre o porque dos Caixas 24h estarem estragados ou desativados. Indiquei o Supermercado BH que retirou o caixa eletrônico por conta da criminalidade e a Farmácia perto do supermercado que desativou o serviço com medo da criminalidade, uma vez que o estabelecimento já havia sido assaltado outras vezes.

Fiquei muito contente de poder ter contribuído para que a reportagem tenha sido realizada com sucesso, a partir de uma insatisfação postada nas redes sociais não só como jornalista, mas acima de tudo como cidadão. Como diria Claudio Abramo, "o jornalismo é, antes de tudo e, sobretudo, a prática diária da inteligência e o exercício cotidiano do caráter". E é essa a função social do jornalismo local: falar das coisas da cidade para a cidade.



Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, circule o blog no Google Plusassine a newsletter e participe da comunidade no Orkut.




Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

4 comentários

  1. Maria de Fátima da Silva Pimenta29 de nov de 2012 21:43:00

    Nossa, você arrasou no post: parabéns. Desde o primeiro parágrafo até a última linha fiquei presa no seu texto. A matéria da CBN de BH também ficou excelente. Gosto de jornalismo assim: inteligente. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela reportagem, Wander. Essa semana só está dando você na mídia. Prova da sua competência e reconhecimento profissional.

    ResponderExcluir
  3. Olá Wander
    Passei por isso também no Céu Azul e tive que ir sacar dinheiro lá no Via Brasil, mas isso acontece também no Nova Pampulha. Moro perto e era o lugar mais próximo para eu ir sacar em caixas eletrônicos, lá tinham trés caixas e agora nenhum,os moradores precisam ir no Céu Azul no único que ainda resta no UAI Shopping e está dando fila... Se estiver com problemas só no posto do Rest Parrillero ou ViaBrasil.

    ResponderExcluir
  4. Wander, nós que agradecemos a atenção e carinho. Tornando público fatos como este, estimulamos mobilização e a cobrança por políticas de segurança. A própria Febraban reconhece que os vigias e circuitos internos não são suficientes para garantir a segurança dos caixas e dos estabelecimentos. O fato tem tornado frequente em Minas e isso é algo preocupante, se considerarmos que temos hoje uma média de 1 arrombamento por dia no estado. Vamos ficar de olho! Grande abraço e parabéns pelo trabalho!

    ResponderExcluir