Café nas Eleições 2012 – Pesquisa Datafolha e os primeiros passos da campanha em BH

julho 21, 2012



Neste sábado (21), o Datafolha – ligado ao jornal Folha de S. Paulo, soltou a primeira grande pesquisa de impacto nacional sobre o cenário eleitoral de Belo Horizonte. O atual prefeito e candidato a reeleição Márcio Lacerda (PSB) aparece com 44% das intenções de votos, enquanto o ex-prefeito de BH e ex-ministro de Combate a Fome e Desenvolvimento Social, Patrus Ananias (PT), aparece com 27%. O índice de rejeição também foi apontado: Lacerda possui 16% de rejeição, enquanto Patrus tem 11%.

No âmbito local, o EMData, do jornal Estado de Minas, também lançou pesquisa recente apontando 34% das intenções de voto para Lacerda e 29% para Patrus. Os mais otimistas apontam um empate técnico, uma vez que a campanha na TV e no rádio ainda não começou.

A diferença entre os dois candidatos é considerável, principalmente se analisarmos que essas pesquisas de intenção de voto foram feitas em um momento de que a candidatura de ambos começa a ganhar o contorno do start inicial que será dado de fato nas eleições de fato. Muita água ainda vai rolar por debaixo dessa ponte.

Veja também


BH está com uma série de problemas pontuais como moradia popular, mobilidade urbana, transporte público, moradores de rua, limpeza das praças, parques e cemitérios, etc. Na atual administração, a região centro-sul foi a mais privilegiada com obras e investimentos, enquanto os bairros mais pobres tiveram pouquíssimos ou nenhum grande investimento em equipamentos públicos.

Para Lacerda, o peso de estar na máquina pública faz toda a diferença. O eleitor de BH já o conhece na administração municipal, mesmo com os prós e contras ao seu primeiro mandato como prefeito. Para Patrus, a dificuldade maior é de ser lembrado [ou apresentado] para o eleitor mais novo, abaixo dos 30 anos, que não lembra com exatidão do mandato dele como prefeito. São desafios que precisam ser trabalhados.

Neste primeiro momento, ambas as campanhas ainda não apresentaram as suas principais plataformas de governo. E isso pesa. O eleitor formador de opinião não quer uma campanha que suja a cidade de santinhos, bandeiras e gritos de ordem que lembrem uma torcida organizada de time de futebol. Esse eleitor que ver proposta, diálogo e ação. E tem candidato que prometeu uma coisa na campanha e fez outra. E tem outro candidato que foi escolhido aos 45 do segundo tempo. Quem apresentar o melhor projeto vai ter a simpatia do eleitorado.

Apoiadores

Nesta segunda-feira (16), uma carta de apoio à Lacerda, encabeçada pelo deputado João Vitor Xavier (PRP) e cerca de 30 deputados estaduais definiu o tom da campanha, apresentando de uma forma subliminar quais serão as plataformas desta eleição: uma mais elitizada e outra querendo resgatar a participação popular.

No manifesto do deputado João Vitor, intitulado “A favor da história e contra a arrogância”, apresenta o levantamento de todas as principais obras feitas em BH nas últimas administrações, deixando de fora – por uma questão estratégica, as realizações do período comandado por Patrus Ananias e Fernando Pimentel, ambos do PT.

Dois dias depois, cerca de 80 militantes sociais e sindicais se reuniram na sede do PT em BH e redigiram um documento em resposta à Lacerda que ressalta as obras e projetos da administração petista e de Célio de Castro (PSB). O manifesto foi assinado por diversos sindicatos de trabalhadores e movimentos de luta pela habitação popular, juventude, população negra, LGBT, direitos das mulheres, idosos e agentes da cultura.

"Patrus liderou o processo de mudança na cidade e inaugurou processos inéditos de governo", diz o documento. Oficialmente, o manifesto será lançado no dia 06 de agosto, data da inauguração do comitê do popular, localizado no edifício Danthês, na área central da capital mineira.




Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, circule o blog no Google Plusassine a newsletter e participe da comunidade no Orkut.




Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

7 comentários

  1. Ainda não decidi o meu voto. Estou na parcela dos eleitores que querem ver as propostas da campanha antes de decidir se vou votar em X ou em Y. Não confio em pesquisa.

    ResponderExcluir
  2. A eleição em BH vai ser apertada. O Lacerda não está essa coca-cola toda como tentam divulgar. Tem muita gente descontente com a administração dele e isso pode ser decisivo para o Patrus.

    ResponderExcluir
  3. Márcio Lacerda representa um novo jeito de pensar administração pública. A cidade cresceu e vai crescer ainda mais com ele. Tem o meu voto, pronto falei.

    ResponderExcluir
  4. O bacana do seu blog é que vc fala de tudo. Aproveitei para me interar sobre o que está acontecendo nessa eleição em BH. Ainda não decidi em quem vou votar.

    ResponderExcluir
  5. Se O PT conseguir ser menos xiita e mais coerente com a sua história de militância e respeito ao controle social conseguirá fazer uma campanha assertiva. Patrus é um nome forte para concorrer com Márcio Lacerda.

    ResponderExcluir
  6. Francisco Bertoletta21 de jul de 2012 20:19:00

    Wander, me desculpe mas não acredito em pesquisa. É só conversar com as pessoas nas ruas para perceber que o número de indecisos e de gente que não vai votar no Márcio Lacerda é muito grande. Isso não significa que o Patrus esteja bem, pelo contrário. Os mais jovens não o conhecem e estão decepcionados com a cagada que o Pimentel fez em 2008 ao dar a prefeitura de mão beijada para o PSB. Gostei da contextualizada do seu artigo. Abraços

    ResponderExcluir
  7. Vamos ver se a "tesoura voadora" de Lula vai levar a um aumento de relevância do PT ou ao uma diminuição da influência do partido, pricipalemnte nas capitais.

    ResponderExcluir