#Crônica: Do erro ao desafio da excelência

março 07, 2010




"O segredo da felicidade no trabalho reside em uma palavra: excelência. Faz bem aquele que gosta do que faz." Sabedoria Popular.

Acredito que todas as pessoas deveriam ser movidas por desafios. A cada obstáculo que temos, se desistirmos só porque é difícil, qual seria a graça? Ninguém sabe tudo de tudo. Cada um sabe um pouco de cada coisa. E juntos, com humildade e boa vontade, podemos fazer a diferença no mundo. A começar pelas pequenas coisas, como aceitar que as pessoas são diferentes e ninguém pensa da mesma maneira.

Hoje eu errei. Amanhã outros errarão. Mas a diferença do erro de hoje com o erro do futuro não é cometer mais o mesmo erro. Precisamos errar por tentar ousar e fazer diferente, mas não errar pela omissão. E isso para muitos pode parecer uma tarefa fácil, mas nem sempre é. Assumir um erro já é um passo para transformá-lo em acerto, mas é preciso ter humildade e disciplina. E isso é uma mudança que não acontece simplesmente do dia para a noite. Tem que ter perseverança. É um desafio querer mudar...
E é por isso que gosto de desafios. Eles nos fazem parar para pensar: porque erramos tanto? Será que é apenas por não conhecer? Será que é a falta de saber? Erramos porque queremos ser pessoas melhores. Mais digna, gente fina, elegante e sincera. Precisamos errar porque somos seres humanos. Não somos perfeitos. Aliás, nem deveríamos buscar essa tão sonhada perfeição.

E tudo isso é tão contraditório que, por mais que erramos, sempre queremos fazer a coisa certa. Ninguém acorda de manhã querendo errar o dia inteiro. O erro acontece para nos ensinar o caminho certo. É errando que se aprende, como diz o ditado. Não tem como fugir. Para sair do erro é preciso ter calma e não ficar nervoso. Respire fundo e conte até dez. Tenha atenção e faça escolhas. As escolhas são o fio da navalha que lhe guia para o erro ou acerto.

Todos dias, quando abrimos os olhos e damos de cara com o desafio de viver temos a possibilidade de escrevemos em uma página em branco. Uma folha livre que pode ser escrita de várias cores e com as mais diversas palavras. Temos que saber escolher as palavras. Errar menos. Ouvir mais. Buscar a excelência. Fazer tudo com amor. Porque somente o amor é capaz de transformar.





Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no
Twitter, participe da comunidade no Orkut ou assine a newsletter.




Wander Veroni
Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

19 comentários

  1. Uma cronica bem idealista eu diria, caríssimo Wander. Idealista e verdadeira. Se não fossem os desafios que a vida nos impõe diariamente, jamais sairíamos da tal "zona de conforto", do sentimento cômodo de "está ruim,mas está bom".

    Tem pessoas que preferem os "atalhos" da vida, ao invés do enfrentamento dos problemas... não as julgo; Tbm chegarão lá, talvez mais rápido até... mas a sabedoria e o real aprendizado são coisas que ninguém pode os tomar. O problema é que um "atalho", um "desvio", pode te surrupiar a sabedoria que lá na frente pode e com qse toda certeza,lhe ser cobrado...

    ResponderExcluir
  2. Quando a gente gosta do que faz, faz da melhor forma, assim a vida "rende", vale a pena! boa semana.

    ResponderExcluir
  3. Seu melhor texto no blog foi este, achei você cronista também um bom talento, além do que já demonstra como jornalista, aliás, uma inteligência múltipla!

    ResponderExcluir
  4. GOSTAR DO Q FAZ ENVOLVE MENOS ERRO
    MAS SE TEM ERRO DEMAIS, SE ESFORCE MAIS!

    ResponderExcluir
  5. Caro Wander, o erro é um grande mestre, espontâneo, inevitável e que muitas vezes dependendo da gravidade, machuca. Erramos quando tentamos acertar e só chegamos no acerto através do erro, é como se fosse uma via necessário para o aprendizado.
    Muito parabéns, cara, quando você se lança a desafios como esses de escrever crônicas curtas, fica muito legal, muito show, você deveria investir mais nisso porque seu talento é notável.
    abraços

    ResponderExcluir
  6. Eu gosto de desafios e não temo os erros, como você diz é preciso errar para acertar. Muito boa sua crônica.

    ResponderExcluir
  7. Ótimo artigo, Wander! Sem tentar não poderemos errar, mas também não acertaremos.

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  8. A crônica é muito boa. Mostra aquele jeito bem humano de ser: de querer acertar mas acabar errando.

    Existem pessoas que não fazem por medo de errar, mas se fazem isso como que vão acertar?

    Muito bem posto o que você escreveu. Seu blog é excelente.

    ResponderExcluir
  9. Wander seu texto está excelente.
    Eu sou movida a desafios, já errei muito mas aprendi mais ainda.
    Com a vida e no meu trabalho tive por várias vezes a confirmação que só faz bem e com excelencia quem gosta do que faz.

    ResponderExcluir
  10. Com certeza! Concordo plenamente!
    Errar é humano! A burrice é pressistir no erro.
    Mas é como você disse, as pessoas não se dão bem
    como "erro". Buscam a perfeição! MAs se alcançamos a perfeição de tudo... O que mais iremos buscar? Não tem mais nada que possamos estudar, criar ou pensar. Se algo é "perfeito" não há mais nada para fazer... então perdemos a razão de viver...

    ResponderExcluir
  11. Oi Wander! Eu gosto de desafios e não temo os erros, como você diz é preciso errar para acertar. Muito boa sua crônica.

    Abraço

    ResponderExcluir
  12. O erro é uma tentativa de acerto que nos torna mais experiente pra vencer os desafios da vida não acha? parabéns pelo post e o seu blog está cada vez melhor meu amigo :)

    ResponderExcluir
  13. Adoro suas crônicas, meu amigo.

    Errar é humano sim... e, apesar de fazer parte da vida, errar dói muito na gente, não dói? Tem erros fáceis de corrigir. Outros, nem tanto. E outros ainda, que jamais deveriam ter sido cometidos. O importante é mesmo não desistir da caminhada e tentar sempre corrigir os nossos erros na primeira oportunidade.

    Errar também faz parte do nosso crescimento.

    Abração!

    ResponderExcluir
  14. erros fazem a gente crescer, não é mesmo?

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. E quando a gente já errou, sabe que tá errando de novo, que vai dar caca e nem assim desiste? Tem cura? rs

    ResponderExcluir
  16. Crônica sensacional!
    Os erros ensinam ccom certeza muito mais que qualquer acerto, pois nos mostram onde ainda somos fracos.
    PAranéns!

    ResponderExcluir
  17. OI Wander,

    Sou jornalista e achei que a frase e a foto da crônica cairiam mto bem no jornal interno que trabalho. Se permitir, posso usá-los com os devidos créditos?

    Abs,
    jumarcalima@yahoo.com.br

    ResponderExcluir