TV Betim e a importância do jornalismo regional

fevereiro 20, 2010


Trazer as notícias mais importantes do dia de Betim e mais de 30 cidades vizinhas como Contagem, Brumandinho, Esmeraldas, Juatuba, Mateus Leme, entre outras. Essa é a missão do Jornal 53, apresentado pela jornalista Patrícia Aguiar e exibido de segunda a sexta-feira, às 19h15, na TV Betim, no canal 53 UHF ou ao vivo pela internet.

Para quem não conhece, a TV Betim é mantida pela Fundação Cultural Mangabeiras, filiada a Rede Minas e a TV Brasil. Criada em julho de 2003, a emissora possui cunho cultural e educativo, transmitindo uma programação diversificada e que valoriza os acontecimentos locais não só de Betim, mas das cidades da região.


Durante os últimos dois meses, tive a oportunidade de cobrir férias na TV Betim, mas especificamente na área de edição de texto e produção do Jornal 53, sob o comando da jornalista e editora-chefe Karina Castro. Mas o bom de trabalhar em uma TV regional, é que você acaba fazendo outras atribuições que também são importantes para a prática jornalística como apuração, reportagem e edição de vídeo. Em duas oportunidades, pude exercitar o meu lado repórter no telejornal. Veja o vídeo abaixo:



Posso dizer que nesse período que estive na TV aprendi muito como profissional e ser humano, pois telejornalismo local nos faz exercitar a nossa criatividade, ouvir mais a população e prestar atenção nas coisas da cidade. Pude conhecer as particularidades de Betim e região e a valorizar o jornalismo que é produzido nas cidades do interior.


Veja também:

Site da TV Betim
Veja os últimos vídeos do Jornal 53
Monografia: Telejornalismo Regional: Jornal 53



Moro em Belo Horizonte. Todos os dias, pegava a BR-381 para ir até Betim – o que demorava cerca de uma hora e meia de viagem por dia. Mas o esforço foi compensado pelo desafio de produzir um telejornal local orientado a oferecer conteúdo ao telespectador.

Outra coisa que me desafiava é lógica de se pensar as pautas jornalísticas para um veículo regional. Claro, o jornalismo feito é o mesmo em qualquer lugar do planeta. Mas, por exemplo, fazer a produção de matérias para um jornal local exige que você conheça a cidade e faça contatos constantemente com as fontes.

Quando você está acostumado a produzir contando com as fontes da sua cidade a rotina é tranqüila. Para o Jornal 53 tive que recomeçar do zero, pois são novas fontes a serem consultados, que até então não faziam parte dos meus contatos diários. Mas isso logo foi tirado de letra, porque tive a ajuda de colegas de trabalho e muita "cara de pau" de sair perguntando para tudo o quanto era lado como encontrar um personagem X para determinada matéria e cumprir a rotina de produção e apuração do dia.

É muito raro você entrar em uma redação e ter um clima tão amistoso e receptivo. E foi exatamente isso que tive durante esses dois meses. Aprendi muito com toda equipe e, tenho certeza, que também pude ensinar algumas coisas: foi uma troca! Além de bons profissionais, a maior parte dos funcionários da TV Betim trabalha com prazer de querer ver a emissora cresça e ofereça o melhor para o telespectador....e isso já é meio caminho andado para o sucesso!

Outra coisa que aprendi é que televisão é detalhe. Fazer telejornalismo é contar uma história, uma informação, uma notícia de uma forma simples, clara e direta para um público amplo e diversificado. É preciso ficar atento para poder transformar uma boa história em reportagem. No jornalismo regional existe uma preocupação constante de valorizar as coisas que acontecem na cidade, sejam como forma de denúncia, fatalidades do dia-dia, boas iniciativas, projetos culturais, prestação de serviço, etc.

Para quem mora no interior, o telejornal local é uma fonte segura de informações e uma maneira de saber que a cidade onde você mora não precisa aparecer de forma reduzida em um noticiário gerado para todo Estado – muitas vezes de forma depreciativa, apenas na cobertura policial. O telejornal local regionalizado pode (e deve) abordar de tudo, com intuito de deixar o público bem informado. O apresentador, na frente da câmera, que você vê na TV todos os dias, é apenas o resultado final de um trabalho de toda uma equipe.

Aproveito para agradecer ao Vitor Nogueira e Léia Nogueira, diretores da TV Betim, pela oportunidade profissional de produzir um telejornal local. Também a jornalista Karina Castro – editora-chefe do Jornal 53, e amiga de longa data pela paciência e por acreditar no meu potencial, e aos amigos queridos conquistados: Afonso Sampaio Jr. (diretor de TV), Carolina Lisboa (estagiária de jornalismo), Carolina Fernandes (estagiária de jornalismo), Célio Rocha (repórter), Claudio Yoshinaga (cinegrafista), Emerson Silva (cinegrafista), Gabriela Ridolfi (repórter), José Augusto (produtor), Jordane Batista (editora de vídeo), Sabrina Bittencourt (editora de vídeo), Samara Costa (produção e reportagem), Patrícia Aguiar (edição de texto e apresentação), Seu Sampaio (motorista), Vamilrá de Souza (cinegrafista que estava cobrindo férias no mesmo período que o meu), que são as pessoas que trabalham nos bastidores do telejornal. Vocês são SENSACIONAIS!!!






Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, participe da comunidade no Orkut ou assine a newsletter.







Wander Veroni
Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

19 comentários

  1. As tevês locais e regionais fazem hoje um papel que a rádio se orgulhava em outrora:

    o de apenas o veículo abranger todo o território nacional. Já que para as emissoras de tevê era impossível montar a, então, pesada estrutura física para fazer link nas cidades menores.

    Porém, com a democratização da tecnologia, hoje pode-se produzir conteúdo com áudio e vídeo, com muito pouco recurso financeiro e, até, físico mesmo.

    O peso, literalmente, dos equipamentos diminuiu.

    Um celular de ponta faz imagens dignas de entrar no horário nobre da CNN e... Cabe no bolso!

    Ou seja, resolvido o problema do formato, só nos resta agora esperar pelo bom conteúdo de profissionais como você, meu companheiro de revista, que agora se aventura na apuração, redação, edição e reportagem de vídeo para a TV Betim!

    Quando eu crescer quero ser igual a você! Abração, Leo Pinheiro

    ResponderExcluir
  2. Puts hein Wander, que realidade aquelas pessoas vivem hein? E eu que, quando o ônibus demora 20 minutos já fico que nem uma matraca a reclamar... olha lá a situação deles! Oo
    Acho que precisava encontrar uma profissão assim cara, mais dinâmica e que me realizasse por completo. Estou cogitando seriamente fazer mais uma facu. Relacionada agora a comunicação... radio tv talvez... curto demais!!

    ResponderExcluir
  3. Compadre, meu amigo querido, está lindo o teu texto e tenho certeza que será muito inspirador para quem está começando a trilhar os mesmos passos.

    O vídeo ficou delicioso, muito profissional, as imagens tem muita qualidade e o seu texto e narração estão perfeitos. Enfim, um belo produto jornalístico pelo qual você está de parabéns. Já estava curiosa para ver estes vídeos! rs

    Eu acho que vc tem uma porta muito aberta na TV Betim e quem sabe dentro em breve não teremos mais notícias sobre isso? De qualquer maneira, foi uma experiência que não apenas enriquecerá a sua carreira mas vai ajudar a provar a tua capacidade e talento.

    Uma beijoca cheia de orgulho, viu?

    ResponderExcluir
  4. Interessantíssima a proposta da tv, admiro muito os jornalistas, principalmente aqueles que "botam a cara pra bater", estão presentes em grandes acontecimentos.

    ResponderExcluir
  5. Olá, Wander!

    A comunidade local deve ter acesso às informações, cultura e acontecimento local, não deve somente receber coisas "enlatadas" vindas dos dois grandes centros do Brasil que são Rio de Janeiro e São Paulo que as grandes redes de televisão levam. Parabéns pelos responsáveis pela TV BETIM.

    Abraços

    Francisco Castro

    ResponderExcluir
  6. Muito bom e acho que ser jornalista exige muita coragem a seila imagina o cara no meio do tiroteiro em algum morro do rio de janeio com um microfone na mao e tenso mas muito boa a proposta da tv betim


    http://afffveioo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Notícia em Betim ou em qualquer lugar é importante e você anda contribuindo bastante com seu blog.
    São poucos os blogs de qualidade que ando vendo por aí e vc faz parte dos meus favoritos, achei inclusive que já estivesse te seguindo, seguirei agora.

    ResponderExcluir
  8. caraca, legal!
    tbm irei trabalhar em uma tv regional, espero que tenha o proveito que você teve, e passe por boas experiências que nos ensinem basntante a respeito de tudo, como você!
    as vezes só quem está por dentro consegue ver ou reconhecer essa importância das tv's pequenas, como a Tv Betim, que nunca tinha ouvido falar por acaso!
    sucesso ao blog, o texto é muito bem escrito, com certeza o blog é bom :D

    http://songsweetsong.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. Que legal! Deve ser mesmo gratificante...

    Eu adoro BH, embora more atualmente em SP e seja carioca. Ossos do ofício...

    Espero um dia poder assistir a Tv Betim dessa mesma cidade. Abraços

    ResponderExcluir
  10. Admiro bastante esta profissão, não é fácil correr atrás do que interessa, levar informações e "dar a cara a tapa"! Parabens!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  11. Nossa! Que máximo trabalhar em um ambiente assim.
    Eu acredito que o jornalismo local de uma cidade pequena é referencial para tudo mesmo: editais de instituições educacionais, vagas de emprego,mudanças no cenário político local, etc...
    ps: desculpa a demora em responder, mas a minha net está horrível hoje.

    ResponderExcluir
  12. Sinceramente, eu gostei muito da matéria e do vídeo, Wander. A cada dia que passa vc corre mais e mais em busca de seus objetivos profissionais e acho que vc está certíssimo quanto a isso. Concordo com a Lelê quando ela diz que vc já tem "uma porta aberta" na TV Betim. E que venha mais, muito mais pra vc...

    Bjo grande, sorte e sucesso, meu amigo!

    ResponderExcluir
  13. bom é ter propaganda de t.v ai, bom seria um meio de divulgar mais nossos blog's tbm né?
    hehehe
    flws

    ResponderExcluir
  14. Oi Wander!

    Foi muito bom trabalhar com voce aqui na TV Betim espero que tenha oportunidade de voltar.
    Sua analise sobre o jornalista regional demostra uma excelente visoa sobre a importancia das TVs regionais.

    aproveitem para acessar meu blog http://jornalistaceliorocha.blogspot.com ainda ajustando como blogueiro

    Parabens pela análise. Excelente seu blog!

    Abraço Celio Rocha - Reporter TV Betim.

    ResponderExcluir
  15. Wander,

    Como colega de profissão, meus parabéns pelo belo relato. Educativo e inspirador.

    Em tempos de valorização do jornalismo hiperlocal - em especial na internet, mas válido também para os outros meios - é uma iniciativa bacana esta da TV Betim.

    Parabéns!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  16. Querido Wander,

    Parabéns pelo texto!Todos os apontamentos foram pertinentes. Você conseguiu descrever a rotina e o cunho jornalístico do nosso estimado Jornal 53 de uma forma sucinta, porém, com conteúdo.

    Beijos!!!

    Samara Costa

    ResponderExcluir
  17. Que bacana Wander!

    Fico super contente por você ter aproveitado a passagem pela TV Betim. Todos aqui amaram você e estão torcendo para a sua volta...pensamento positivo garoto!

    Obrigada pela amizade, pelo carinho, pelo trabalho realizado, pela paciência e claro, pela propaganda do Jornal 53 e da TV no seu super blog.

    Um grande bjo,

    Karina Castro

    ResponderExcluir
  18. Carolina Fernandes23 de fev de 2010 22:17:00

    Wander, trabalhar com você foi um prazer!
    Aprendi muitas coisas contigo!
    Você é um excelente profissional, escreve SUPER bem!! Continue assim!!!
    Obrigada por tudo!!
    Saudadeee d++!!!
    Vê se não some viu?
    Beijos!!
    Carol Fernandes

    ResponderExcluir
  19. O legal dessas emissoras menores é que elas abrangem pouco, mas o necessário, o segmento ao qual se propõe.
    Apóio essas iniciativas, desde jornais de barros até emissoras de pequenas cidades.
    As grandes emissoras (além de serem horríveis) abrangem o que mais se destaca, e não conseguem noticiar certos fatos relevantes em decorrência de outros - senão o J. Nacional demoraria 24 horas, hehe

    abç
    Pobre Esponja

    ResponderExcluir