Programa Em Debate – Especial sobre a Dengue em BH

maio 19, 2008



A dengue é uma doença infecciosa aguda de curta duração, de gravidade variável, causada por um arbovírus, do gênero Flavivírus, que podem ter até quatro tipos variáveis. No Brasil, circulam apenas os tipos 1, 2 e 3. Transmitida principalmente pelo Aedes aegypti e pelo Aedes albopictus, esses mosquitos picam durante o dia, ao contrário do mosquito comum (Culex), que pica durante a noite.

O Aedes aegypti é principalmente encontrado em áreas tropicais e subtropicais do mundo, inclusive no nosso país, pois as condições do meio ambiente favorecem seu o desenvolvimento e proliferação. As epidemias geralmente ocorrem no verão, durante ou imediatamente após períodos chuvosos. A dengue está se expandindo rapidamente, e a grande preocupação é que, nos próximos anos a transmissão, aumente por todas as áreas tropicais do mundo se medidas eficientes não forem tomadas para a contenção da doença.

Para se ter uma ideia, em Belo Horizonte foram registrados mais de 5800 casos de dengue, de acordo com a Secretário Municipal de Saúde, nos últimos dados repassados à imprensa. E o número de casos de dengue não param de crescer. Já em Minas Gerais, nos primeiros nove meses de 2007, 38.974 pessoas foram infectadas, 2.148 a mais em relação ao mesmo período de 2006. 

Devido ao grave problema que o país está enfrentando no combate à dengue, os alunos do curso de Criação e produção em mídia eletrônica: Rádio e TV, do Uni-BH, os jornalistas Richard Lanza, Karina Castro e Wander Veroni, produziram um programa especial de entrevistas para a disciplina Pauta, entrevista e pesquisa em mídia eletrônica, sob a orientação da professora Tacyana Arce. 

Apresentado pela jornalista Karina Castro, o programa, que ganhou o nome de Em Debate, entrevistou o Dr. Edgardo Sequeira, coordenador do Setor de Biossegurança do Hospital das Clínicas da UFMG, no qual ele esclareceu muitas dúvidas em relação à doença e mostrou amplo conhecimento ao falar que o maior culpado da dengue ter tomado essa proporção que está hoje é devido ao próprio homem que ainda não se alertou ao mal causado pela doença. Além disso, o programa trouxe uma matéria que esclarece sobre o andamento da pesquisa da vacina contra dengue realizada num importante centro de pesquisa mineiro.


Ficha Técnica do Em Debate:
- Karina Castro = apresentação e produção.
- Richard Lanza = produção.
- Wander Veroni = produção e reportagem.


# Abaixo, ouça o programa na íntegra: 









Gostou do Café com Notícias? Então, siga-me no Twitter, curta a Fan Page no Facebook, circule o blog no Google Plusassine a newsletter e participe da comunidade no Orkut.





Jornalista

MAIS CAFÉ, POR FAVOR!

10 comentários

  1. Meu amigo, eu só tenho uma coisa a dizer sobre a dengue: só mesmo um povo muito burro consegue fazer a dengue virar esta praga, pra não dizer outra coisa, que é hoje... São cuidados simples, mas a velha mania de achar que "comigo não acontece" desencadeia tudo isso.
    Excelente a iniciativa deste pessoal, mas precisava disso? Não!

    ResponderExcluir
  2. Bem, se as coisas estão feias aí, imagina como não estão por aqui no Rio, um estado inúmeras vezes menor que Minas, com uma população menor, mas com muitos mais casos de dengue!

    Muito boa a iniciativa de fazer o programa, mas não consegui tocar aqui no meu pc... Também não consegui baixá-lo...

    Falou cara!

    ResponderExcluir
  3. Wander, a situação é gravíssima. Aqui, em Vitória - principalmente na área periférica -, o problema aumenta, mas os meios de comunicação oficiais (leia-se burgueses) pararam de noticiar. Claro, há interesses por trás, principalmente ligados ao turismo.
    Minha filha vive em BH (estuda) e disse-me que por aí não há muitas diferenças. As tevês já nem falam mais no assunto.
    Bom haver resistência. Acabei de enviar o link para ela (minha filha).

    Valeu.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom! INterativo...

    parabens


    abraço

    ResponderExcluir
  5. Fala Wander,

    Bacana a iniciativa de vocês. Só não entendi uma coisa: se nos primeiros nove meses de 2007 foram registrados 2.148 casos a menos que no mesmo período de 2006, como que o número de infectados não parou de crescer? Abraços

    Diogo

    ResponderExcluir
  6. Cara e terrivel como ngm faz nada para deter a dengue de fato

    nao e possivel q no sec 21 crianças morram por isto

    tenho um video mt bom mostrando de como e a vida deles e tal
    c quiser ficaria legal no teu blog

    http://youtube.com/watch?v=O0h7BgXLQzU

    Tem aver com a materia

    Otimo trabalho

    Vlw

    Meu Blog : Blog Do Philipe

    ResponderExcluir
  7. Esse sotaquezinho mineiro é muito bonitin mess, nénão? Adorei o programa e vcs estão de parabéns pela iniciativa. Está super-esclarecedor e didático mesmo, com todas as informações úteis. Isso não pode virar assunto banal e o mosquito continua transmitindo o vírus por aí.
    Ó, leva um cafezinho quentinho pra gente tomar lá no Babel, viu? Tem post novo sobre blogs jornalisticos.
    Beijão!
    Letícia.

    ResponderExcluir
  8. é esse negocio de dengue ta feioo mesmo, boa iniciativa essa pra pelo menos ve se o povo acorda e da um jeito....afinal se cada um fizesse sua parte não estaria como esta

    ResponderExcluir
  9. a dengue antes de qualquer coisa é doença fruto de má educação social e individual

    ResponderExcluir
  10. Oi Wander, tudo bem meu chapa?

    Fico agradecido por você ter visitado o "Café com Notícias" direto de Manaus - AM. Pois é o nosso "Café" tem a proposta de incentivar os nossos colegas e amigos estudantes na produção de notícias, resenhas, contos, poesias, indicação de livro e textos em geral. Para isso sorteamos todos os meses 1 livro (somente para as pessoas de Manaus).
    Fiz uma cobertura muito boa do velório do senador Jefferson Péres e percebi que as minhas fotos não deixaram a desejar para as fotos do jornal impresso.
    Adorei o seu comentário e adoraria que continuasse "tomando" um pouco mais no nosso "Café". Grande abraço.

    ResponderExcluir